La Roche Posay Redermic R

23 jan

Eu demorei para escrever a resenha do produto de hoje porque queria testá-lo por bastante tempo. Eu usei Ácido Retinóico por 19 anos consecutivos – não me recordo se eu fiquei, pelo menos, um mês sem usá-lo – mas com a adesão do Redermic R, estou há três meses sem aplicar Ácido Retinóico na pele.

redermic5+tema

O que posso dizer? A pele melhorou muito na sensibilidade e até na oleosidade. Este período de verão tem sido “calmo” para mim, tirando o calor exaustivo, a minha pele tem suportado muito bem a quantidade de proteção solar que eu uso por até 12 horas, sem apresentar pequenos cravos vermelhos ou espinhas.

Fora duas etapas: quando descontinuei o Ácido Retinóico, esperando uma melhora na pele, mas foi exatamente o contrário: virou um poço de cravos e inflamações, parecia rebote, porque nem o rubor eu conseguia atenuar. Usava apenas Ácido Azeláico e não era suficiente.

Mas na segunda, quando adotei o Retinol (principio ativo do Redermic R), consegui manter a pele mais estável e o melhor, com a mesma textura refinada que o Retinóico proporcionava, talvez porque a minha pele tenha um longo histórico de uso com Vitamina A ácida.

tretinoin

A Vitamina A ácida, sua forma “ativa” na pele é conhecida como Retinóico, Trans retinóico ou Tretinoína, sendo a escolha padrão para tratamentos de fotoenvelhecimento, acne e outros cuidados estéticos (manchas, estrias..), pois segundo a Dra. Leslie Baumann, ela inverte o fotoenvelhecimento, reduzindo rugas e revigorando a textura da pele, principalmente pelo aumento no colágeno na derme; melhora a aparência de estrias e descoloração da pele; atuando na redução de melanina.

No combate à acne, o Ácido Retinóico atua sobre receptores nucleares nas células-alvo, estimulando a renovação das células da epiderme, que propiciaria a formação de uma camada córnea menos aderente, facilitando a eliminação de comedões existentes e impedindo a formação de tampões de queratina nos folículos. Neste estudo, o uso de Retinóico tópico na prescrição de 0,1% foi eficaz na redução de microcomedões, pois atua na limpeza do canal folicular onde a queratina fica retida, prevenindo as lesões inflamatórias da acne.

Há inúmeros estudos mostrando os benefícios deste ácido como medicamento e ele está disponível por prescrição médica, nas concentrações que podem variar de 0,01% a 0,1%, tanto em manipulados quanto em industrial (Vitanol, Vitacid, Retin-A Micro), sendo este encontrado em medicamentos tarja vermelha. Acima dessas concentrações, apenas em tratamento como peeling ou formulados.

Para entender um pouco mais e conhecer as diferenças de cada retinóide (leia como retinóide todos os derivados sintéticos ou naturais da Vitamina A, entre eles, Tretinoína, Adapaleno, Tazaroteno, Isotretinoína, Retinol, Palmitato de Retinol, Retinaldeído, etc…) sugiro a leitura deste artigo.

Retinol

O Retinol é a própria Vitamina A pura, retinóide usado em cosméticos por ter baixa sensibilidade e fotoestabilidade, assim, vendido sem receita. O Retinol, a grosso modo, é inferior a Tretinoína em sua atuação na pele (algo como 20 x mais fraco que a Tretinoína ), porque precisa ser convertido na pele em Ácido Retinoico após ser absorvido. Mas, ainda assim, favorece a pele com benefícios semelhantes ao Ácido Retinóico, pois ajuda a criar células saudáveis na pele, aumentando  a produção de novas células jovens e melhorando os elementos estruturais da mesma, mas não agem de forma esfoliativa como os AHAs e BHAs, que renovam a pele na camada externa, revelando também uma pele mais jovem.

A Dra. Baumman corrobora que o Retinol em um veículo apropriado e em concentração correta, vem demonstrado ser tão eficaz quanto o Ácido Retinóico em prescrições para cuidados iguais, com diferença de gerar menos irritação comparado com o segundo.

- Instabilidade e incompatibilidade cosmética:

Retinol é instável à luz e nas minhas leituras sempre há o enfoque de optar por embalagens que preservem o produto da exposição à luz para garantir a estabilidade, de preferência em tubos de alumínio.

Neste ponto também, há a recomendação de usá-lo apenas à noite, mas há opiniões adversas. Primeiro pela possível degradação do Retinol com a luz. De acordo com este artigo, o uso de cosméticos com Retinol durante o dia, o mesmo perde sua eficácia após 4 horas de exposição solar.

O seu uso requer uma boa fotoproteção para garantir melhor estabilidade do ingrediente. Acho justo, pois o uso de Retinol, embora inferior ao Ácido Retinóico (este sim, perde toda a sua estabilidade diante da luz), pode sensibilizar a pele diante do sol, logo, se você faz uso de um Retinol como tratamento diário para prevenção e tratamento de linhas e rugas, mais que óbvio deve evitar exposições sem proteção solar adequada e efetiva.

Um meio que é sugerido pela Paula Begoun para manter o Retinol estável e eficaz na luz UV é, além de proteção solar, combinar com antioxidantes, como Vitamina C e E.

Segundo ponto a ser discutido é que o Retinol para ter uma reação de hidrólise (conversão em Tretinoina), ocorre num pH mais neutro, entre 6,5 a 7.1, o que poderia torná-lo incompatível com outros cosméticos de pH diferentes.

Entenda a via Metabólica da Vitamina A dessa forma:

redermicR5+conversão+tretinoina

Sugiro a leitura deste excelente artigo do Futurederm para compreender melhor todo o processo de conversão da Vitamina A.

Sobre estabilidade, combinações com outros produtos de pHs diferentes e possíveis interações, não entrarei em muitos detalhes porque ajudei na elaboração de um texto, junto com a Meire e o Pedro e foi publicado no Stash.

Porém, eu prefiro usar Retinol apenas à noite, esperando, pelo menos, 45 minutos após a aplicação dos produtos anteriores, para o pH se regularizar.

Para concluir, antes de – finalmente – entrar na resenha, a ação do Retinol pode variar de acordo com a concentração do ativo e outros ingredientes que fornecem melhor penetração do mesmo na pele, como é o caso do Redermic R, que acrescenta outros ingredientes com ação esfoliativa para aumentar ainda mais a ação do produto, conforme iremos ler mais à frente.

Assim, independentemente da concentração do Retinol, o acréscimo de outras substâncias, como por exemplo, antioxidantes para preservar a estabilidade do produto e outros que forneceram melhor penetração, vocês podem encontrar diversas fórmulas combinadas para melhor efetividade do ativo.

No Brasil, Retinol pode ser encontrado em inúmeras porcentagens, entre 0,02% a 0,3%, esta última é concentração máxima permitida pela Anvisa. Nos EUA, por exemplo, há concentrações superiores, como 0,5% de Retinol Puro.

Por preferência, eu usaria concentrações igual ou superior a 0,1% para ter melhor ação do Retinol na prevenção do envelhecimento. Não por menos é a porcentagem do produtos que descreverei: La Roche Posay Redermic R:

redermic5+frasco

O que nos diz o site da empresa: indicado para fotoenvelhecimento; redução das rugas e proporcionar uma superfície da pele mais lisa; manchas atenuadas e tonalidade homogênea. Tolerado por peles sensíveis.

A indicação é para uso diário. No site nacional, há sugestão de aplicar dia e/ ou à noite, em outras versões há a indicação de usá-lo apenas à noite. No arquivo de apresentação do produto, recomenda-se usar à noite e o Redermic [+] como opção de cuidado diurno. Há também a linha Redermic C, comercializada, por enquanto, na Europa. Não recomendado usar durante a gravidez ou período de amamentação.

A embalagem é em bisnaga de alumínio de 30 ml, pertinente ao tipo de ingrediente instável e que oxida em contato com a luz, com uma saída de bico fino, permitindo usufruir melhor do produto sem desperdícios. Há ainda uma tampa para manter a saída dosadora protegida:

redermic5+frasco2

A foto principal é de divulgação, pois a minha bisnaga já passou da metade. Quem usa/ usou outros produtos da linha Redermic estará familiarizado com o feitio da embalagem.

Eu diria que o Redermic R tem a textura de uma loção leve ou serum, com fácil espalhabilidade. O produto tem boa absorção, deixando a pele com sensação hidratada e um leve brilho. Não é pegajoso, mas não chega a ser um produto neutro – ou toque seco como divulgado, pelo menos na minha pele oleosa:

redermic5+textura

Eu tenho usado apenas com as minhas loções líquidas, à noite, porque anti-idade assim eu prefiro manter na minha rotina noturna, como já descrevi na introdução: provável instabilidade do Retinol. E também pelo fato de não ser um cosmético que não “desapareça” na minha pele.

Ele tem um leve perfume, mas algo que se nota só alguns segundos durante a aplicação. O que eu poderia destacar é que não sinto nenhum tipo de desconforto, nem durante ou após a aplicação. A minha pele muito sensível tolera muito bem. No dia seguinte, confirmando tudo isso, a pele continua sem irritabilidade e nenhum tipo de descamação. Um ponto que poderia ser incompatível com uma rotina diurna seria o fato que o Retinol, ainda que de forma inferior a Vitamina A ácida, pode causar irritação à pele e torná-la sensível ao sol, mas este produto me parece bem tolerável.

Nas primeiras duas semanas já comecei a notar alguns resultados: cor mais luminosa, textura suave, como se tivesse feito uma esfoliação, grão regular. Minha pele estava instável pela pausa na Tretinoína, com incidência de cravos e vermelhos, e o Redermic R pareceu um bálsamo.

Na terceira semana comecei a notar uma leve sensibilidade, mas nada que torna o uso desconfortável. E, por fim, minha pele se adequou ao produto e percebo hoje uma melhora progressiva, até mesmo nos poros, que estão sempre limpos e “calmos” e minha pele apresenta pouca irritabilidade a fatores externos. Quando desperto pela manhã, a pele está sempre com um viço incrível e tonalidade regular.

Eu não tenho rugas para descrever a ação do produto desta forma, mas não observei ainda nenhuma redução nas linhas de expressão superficiais que eu tenho, apenas a firmeza que eu já venho mantendo. Mas sempre usei produtos anti-age apenas como preventivo e sempre digo que ou você comece a se cuidar cedo ou não espere milagres.

Sou muito cético com produtos que prometem sumir com as rugas e não seria diferente com o Redermic R. Na verdade, você opta por, futuramente, ter “rugas com qualidade”, sim, percebo que as minhas linhas não ficam marcadas ou criando sulcos, enquanto que a área dos olhos está sempre firme. O Retinol é um ingrediente que mostra resultados melhores em longo prazo e eu quero mantê-lo na minha rotina por mais tempo.

Há inúmeros produtos com Retinol no mercado, vocês encontram em fórmulas da Roc, Vichy, Neutrogena, SkinCeuticals, etc. Mas o Redermic R alia a ação Retinol puro 0,1% com um complexo de ativos para potencializar a ação dele: Linoleato de Retinila 0,2% e Adenosina 0,1%.

Linoleato de Retinila é um derivado do Retinol que ao penetrar na pele se converte gradualmente em Retinol Puro e Ácido Linoleico. De acordo com a empresa, enquanto o Retinol é absorvido de forma menos irritante e respeitando a tolerância da pele, o Ácido Linoleico preserva a função da barreira cutânea devido a sua ação emoliente. Tem ação catalisadora do Retinol como molécula para aumentar a eficácia dele sem elevar a concentração.

Adenosina ajuda no processo de renovação celular, impedindo a queratinização. O ingrediente auxilia no rejuvenescimento da pele, favorecendo para uma tez mais regular e manchas atenuadas e dando suporto para mantê-las com células saudáveis, além de efeito anti-inflamatório.

O produto conta também com um derivado do Ácido Salicílico, Lha 0.3%, patenteado pela L’Oréal, que renova as células, melhora o aspecto, reduz a proliferação de bactérias no interior dos mesmos, prevenindo cravos e espinhas.

Segundo a L’Oréal, ele tem ação queratólica 7 x maior que o Ácido Salicílico. O interessante é que mesmo em porcentagens baixas ele tem boa atuação e penetração na pele, atua num pH próximo ao do Retinol (por volta de 5.5) e estimula a produção de células novas assim como a Tretinoína. O Lha pode ser conjugado com outros ingredientes para aumentar a descamação da superfície da pele, permitindo melhor penetração dos ativos para potencializar os seus efeitos.

A combinação de Retinóides, ainda segundo a empresa, fornece uma eficácia superior no combate aos sinais de envelhecimento comparado a maior concentração de Retinol (0,3%) no mercado:

redermicR5+estudo

- Lista Completa de Ingredientes:

Aqua / Water, Isostearyl Neopentanoate, Glycerin, Octyldodecanol, Propylene Glycol, Pentylene Glycol, Acrylamide/Sodium Acryloyldimethyltaurate Copolymer, Cetearyl Alcohol, Glycine Soja Oil / Soybean Oil, Triethanolamine, Isohexadecane, Sodium Hyaluronate, Retinol, Retinyl Linoleate, Adenosine, Capryloyl Salicylic Acid, Caprylyl Glycol, Polysorbate 80, Phenoxyethanol, Parfum / FragranceFrasco de 30 ml.

La Roche Posay Redermic R ganhou na categoria anti-idade no “Best of Beauty: Skin Care 2011”, pela revista americana Allure.

Eu já penso em adquirir meu segundo frasco de Redermic R e até cogito no inverno de alternar com o Retin A Micro para observar com a minha pele reagirá. Por hora, o Redermic R é um dos melhores produtos anti-idade que eu já usei, pois tem proporcionado uma pele com textura  muito boa e, confesso, surpreendeu-me.

Ele é perfeito para ser usado no verão – claro, mantendo o cuidado de não se expor ao sol sem uma forte proteção solar. Eu já cogitei de usar o SkinCeuticals Retinol 0.3 (com a maior concentra de Retinol no Brasil), mas depois que me aprofundei sobre os ingredientes do Redermic R, já estou satisfeito!

Se quiseres manter uma pele bem tratada, mantenha em seus cuidados combinações de Vitamina C, retinóides, AHAs, BHAs, aliada à fotoproteção. São recursos bem documentados e que eu observo sempre benefícios e de fácil acesso. Dificilmente eu gastaria uma fortuna num creme anti-idade com “ingredientes revolucionários”.

Agradeço à leitora Drix por gentilmente enviar-me o produto desta resenha. Grazie Mille!

- Onde comprar: qualquer farmácia e sites de vendas de cosméticos. A média de preço dele é R$ 140,00. Em sites como Ebay vocês encontram por volta de $40,00. Na Sweet Care sai por volta de R$ 75,00. A Vânia, que revendia mais em conta o Redermic [+], também é uma opção para compras.

About these ads

161 Respostas to “La Roche Posay Redermic R”

  1. Lúcia 20 de julho de 2013 at 17:17 #

    Boa tarde nando meu nome é Lúcia…Nem sei como começar minha história….
    Mas resumindo já fui em muitos derm. já usei varios e varios cremes , ácidos manipuladosetc… Ultimamente usei 6 meses d blanc e n não aconteceu nada. Tenho uma mancha escura em volta dos olhos marrom e fazem 17 dias que fiz cirurgia de palpebras para tirar a flacidez e tentar diminuir as manchas marrom ,para piorar um pouco tenho algumas melasmas que subiram com a cirurgia, o que vc me recomenda?Sei que agora neste momento não posso usar nada e pelling a médica disse que talvez não resolva, alem de ser muito agressivo ainda vou correr o riso de não resolver….. Uso também minesol roc 70 e a útilma dermatologista que fui me passou redermic para a area dos olhos e diprosene para apliocar com cotonete sobre as manchas e depois hidroquinona no rosto todo, afff as vezes tenho vontade de não usar mais nada parece que quando comecei a usar tudo isso minha pele piorou 80 por cento, pode me indicar essa pomada que citou acima que a médica disse que ajuda a clarear….Ah e sem contar os cosméticos de catálagos, UFFFF.Me desculpa disse que a minha história era complicada, me ajude por favor… AH tenho 39 anos.
    Abraços.

    • Nando Goober 22 de julho de 2013 at 9:13 #

      Oi, tudo bem?

      Não se desespere porque o seu relato é bem comum e o que irá prevalecer é a persistência.. melasma não some da noite para o dia e você deve manter em seus cuidados uma rotina de clareadores e renovadores para mantê-la controlada. Dependendo do seu tipo de pele, melhor é fugir de peeling e laser. Você poderia conversar com a dermato para prescrever produtos com Vitamina C, como o Clarial ou Hidracid, usar pela manhã. À Noite, pode alternar concentrações com Ácido Glicólico (tem várias opções no mercado, como o Derma Aha) para ajudar a renovar a pele e um outro clareador (há linhas com Ácido Tranexâmico). Mantenha sua rotina de foto-proteção e, se possível, use também um pó com proteção solar.

      A Meire, do Salada Médica, tem alguns post que pode te ajudar:

      http://saladamedica.wordpress.com/2013/04/10/melasma-choros-secretos-outras-intimidades-e-alegrias/

      http://saladamedica.wordpress.com/2012/08/28/melasma/

      E você lendo os relatos, verás que é um drama mt compartilhado.

      Boa sorte.

  2. Flavinha 3 de agosto de 2013 at 4:31 #

    Nando, você acha que dá pra usar o Redermic R também na área dos olhos ou seria necessário um creme específico para essa área? Obrigada

    • Nando Goober 5 de agosto de 2013 at 10:29 #

      Uso.. 2 x dia.. no meu caso deu certo.. mas tem leitor que reclama de descamação.. são raros os produtos que eu uso específico para olhos.. a questão de reduzir a % para área dos olhos, eu prefiro manter a mesma % que do rosto.. só se for muito sensibilizante.

  3. Luana 10 de agosto de 2013 at 0:11 #

    Nando,
    Adorei a resenha.
    Estou usando o Vitacid Acne por indicação da minha dermatologista.
    Uso o Vitacid duas vezes por semana (quinta e domingo à noite)
    Eu poderia usar o Redermic R nos outros dias à noite??
    Minha pele já esta acostumada com o Vitacid e, portanto, nao esta sensível.
    Há alguma incompatibilidade de usar o Vitacid acne nas quintas e domingos e nos outros dias usas Redemic R?

    Seguem os componentes do Vitacid acne

    COMPOSIÇÃO:
    fosfato de clindamicina………………………………………………..12 mg tretinoína………………………………………………………………0,25 mg
    Excipientes qsp……………………………………………………………..1 g
    (laureth-4, butilidroxitolueno, propilenoglicol, metilparabeno, aminometilpropanol, carbomer, álcool etílico, propilparabeno, fragrância, água).
    Fosfato de clindamicina 12mg/g, equivalente a 10 mg/g de clindamicina base.

    http://www.anvisa.gov.br/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=3674282013&pIdAnexo=1604841

    • Nando Goober 12 de agosto de 2013 at 15:41 #

      Luana,

      O único inconveniente seria como sua pele pode reagir.. vejo que tem gente que consegue alternar Redermic R com Vitanol 0,1%, por exemplo, no caso do Vitacid, a concentração de tretinoína é até inferior.. logo, pode ser que nem tenha alguma reação, mas só testando.. outra coisa é que o Vitacid é mais indicado para face.. o Redermic R pode ser usado na área dos olhos. Eu tenho amostra do Vitacid Acne, mas só uso quando há uma inflamações e apenas na área localizada.

    • Raphaella 26 de agosto de 2013 at 14:56 #

      Luana, eu intercalo o Vitacid Acne com o Redermic R, mas uso uma noite um e na próxima o outro. não tive problemas. Aplico uma camada de hidratante antes do Vitacid.

      • Nando Goober 27 de agosto de 2013 at 10:46 #

        Intrometendo-me: eu tenho os dois, só que o Vitacid Acne uso onde há inflamações, aplico por cima do Redermic R mesmo, embora isso possa irritar a pele. São raros os momentos que eu uso o primeiro porque não tenho ocorrência de espinhas e cravos vermelhos são esporádicos. E alterno Differin com Redermic R como a Rafhaella faz.

      • Raphaella 27 de agosto de 2013 at 20:40 #

        Nando,
        Da forma como você usa o Vitacid, eu uso o Clindoxyl sobre as inflamações.
        Sem a tretinoína é menos provável que irrite a pele.

      • Nando Goober 29 de agosto de 2013 at 11:00 #

        Pois eh, eu alterno entre clindoxyl, vitacid acne, epiduo e clinagel, porque ganho amostras.. não compro mais.. depende do produto que a derma me oferece de amostras… como eu uso muito raramente, tive que jogar o tubo comum fora certa vez.. já tinha completado mais de um ano e nem ultrapassei a metade… por isso peço amostras. O importante é ter um antibiótico para reduzir a inflamação, mas resolve, viu??

  4. Flavinha 13 de agosto de 2013 at 0:05 #

    Nando, o Redermic R também pode ser usado na área dos lábios? Obrigada.

    • Lúcia 13 de agosto de 2013 at 10:57 #

      Oi Nando passei numa deermatologista e pediu pra mim alternar redermic c na area dos olhos com Solaquin , mas solaquin é hidroquinona , será que pode mesmo ser usado na area dos olhos estou com medo pois já usei alguns cremes na area dos olhos e acho que meio que enrugou a pele e nãoo clareou nadaa , mas ela disse que é proprio p area dos olhos….
      Qual é a sua opinião?

      • Nando Goober 14 de agosto de 2013 at 10:48 #

        Bom, eu não usaria porque não tolero Hidroquinona na face, quanto mais com 4%, no contorno inferior dos olhos ia irritar bastante, mas é subjetivo.

        A fórmula Solaquim em creme tem Oxibenzona, um filtro que pode irritar à pele, este costuma irritar muito a minha área dos olhos. Dois motivos que eu não usaria.

        Há alguma versão dele para “área dos olhos”? Desconheço.. li algumas bulas e não achei isso.. é indicado para a área com manchas, não especifica sobre isso. Eu não gosto de associar hidroquinona na rotina diurna e Solaquin, por ter um FPS, é indicado para uso diurno/ noturno.

        Não quero interferir no trabalho da sua dermato, é apenas a minha opinião.

    • Nando Goober 14 de agosto de 2013 at 10:54 #

      Eu não uso.. essa área não é mt queratinizada.. retinoides nessa área costumam irritar mais a pele.. mas sempre acaba caindo um pouco e é quando eu observo maior descamação.. pode ocasionar fissuras.. eu não lembro se há algum produto labial, estilo balm, com retinol.

  5. Laís 19 de outubro de 2013 at 12:57 #

    Olá Fernando, que ótima resenha! Estou querendo comprar um Redermic R para intercalar com o Differin. Uma tia minha que tem uns 63 anos, já usou uns 3 tubos de Redermic R e percebo que a pele dela ficou mais lisa, preenchida e firme. Mas, tenho uma dúvida… Por que será que com o uso desses dois produtos tem dias que parece que o rosto está com uma fina película plástica brilhosa?!

    • Nando Goober 19 de outubro de 2013 at 21:47 #

      Como assim? A película é quando vc está com o produto ou depois… bom, alguns ácidos, no início, podem deixar a pele com aparência assim porque começa a mudar a camada córnea da pele.. e, aos poucos, vai saindo… mas não entendi direito a sua pergunta.

      • Laís 20 de outubro de 2013 at 14:29 #

        Olá Fernando, era isso que estava imaginando, que no início começa a mudar a camada córnea da pele. Muito obrigada pela sua opinião!

  6. Jeisom Nascimento 6 de janeiro de 2014 at 12:22 #

    Posso usar um serum tipo anti age, logo depois o redermic R a noite? ja tenho o habito de usar um serum lift vichy para os olhos com redermic yalu C olhos, mais o serum clariador Roc clarifiant com redermic yalu C para face. E caso pode ser usado, seguir o dia com redermic yalu C… e a noite com redermic R?

    • Nando Goober 9 de janeiro de 2014 at 10:40 #

      Depende dos ativos.. se o serum for algum ácido, tipo AHA junto com Redermic, pode ocorrer irritação.. eu prefiro não misturar mais os ácidos na msm rotina.. agora, se for um serum com antioxidantes, por ex.. dá para usar sim.. por ex: serum rico em Nia..

      • Jeisom Nascimento 17 de janeiro de 2014 at 11:05 #

        hum muito legal, obrigado pela atencao. gostei do Derma AOX tambem la roche posay, um serum antioxidante para pele muito oleosa para pele jovem, o meu caso. minha pele tava muito danificada devido a acao de cravos e espeinhas, a oleosidade, o sol… enfim Aih eu comecei a usar esse serun Roc clariador, limpou meu rostou as manchas de espinhas junto com Redermic hialu C. E hoje a noite estou usando o Redermic R… Deu uma melhora de tamanha proporcao surpreendivel em uma semana de uso com o R… Faco limpeza pela manha com Affaclar, passo um tonico, o serum clareador, um serum nos olhos e redermic C. a noite limpo a pele, atomizo agua termal la roche posay e o redermic R. poros melhoraram, a oleosidade a noite nao tenho na pele, apenas de continua a oleosidade… enfim demais, acho que agora posso usar o Derma AOX no lugar do serum clareador pela manha, ja que o Derma AOX eh um antioxidande, e ajuda na oleosidade? Pele de jaca ja era ao 30 anos… tinha uma pele cansada e cheia de erupcoes de cravos… devido a oleosidade intensa. mesmo usando apenas o acido salicilico como fazia antes de conhecer a la roche posay. ahoje me sinto muito mais feliz assim, pele limpa, sem manchas mais jovem… adorei. Meu n8me encontre no facebook e veras fotos atuais e de um mes atras.

  7. Etiene 16 de janeiro de 2014 at 14:42 #

    Hola!
    Eu uso Redermic R, faz 1 año e meio e me cuido com ácido retinoico desde os 25, ágora tenho 40, tive um bom dermatológista, se chama Sergio Palma, e de Recife Pernambuco e gracas a ele pareco ter 28, essa e a idade que todos dizem que tenho, minas amigas dizem que tomo formol, más nao e nada disso, como ja disse me cuido desde os 14 años, com gel para o rosto e protector solar, aos 25 comecei com ácido retinoico e ágora uso redermicR, uma necessita disciplina e boms productos para conseguir chegar aos 40 com cara de 28.

    • Nando Goober 18 de janeiro de 2014 at 21:00 #

      Bem-vindo ao clube.. tbm uso retinoides há duas décadas e ninguem acerta/ aceita a minha idade… apesar de já ter passado dos 40.. tem leitor já me add no facebook só para fuçar minhas fotos :P

  8. Bruno Buarque 13 de fevereiro de 2014 at 17:07 #

    Oi Nando, boa tarde.
    Acompanho seu Blog e você está de parabéns pelo trabalho que faz nele.
    Fiquei muito interessado nesse Redermic R, mas estou em dúvida entre ele oe o Liftactiv Retinol HA da Vichy. Vc sabe alguma coisa ou comparativo do Vichy? Parece que possuem formulas diferentes embora mantenham o retinol em ambas.

    • Nando Goober 14 de fevereiro de 2014 at 12:30 #

      Comparativo eu nção sei, porque o Redermic R usa de uma formula desenvolvida por eles.. além de porcentagens diferentes.. o msm Retinol, dependendo da concentração e dos carreadores, pode ter resultado diferente de outro produto com o mesmo ativo.

  9. fernanda 7 de março de 2014 at 2:55 #

    oi nando adorei a resenha!será que posso alternar o redermic r com o blemish age defense da skinceuticals no cuidado noturno?

    • Nando Goober 7 de março de 2014 at 11:24 #

      Poderia sim, eu gosto de alternar ácidos tbm.

  10. Berta 10 de março de 2014 at 18:14 #

    Nando , eu uso Vitanol A a 0,5 % já tem bastante tempo e minha pele é adaptada com ele, uso durante o ano todo sem problema algum , e hoje comprei o Redermic R.
    Eu gostaria de saber se posso alternar o Vitanol A com o Redermic R , ou se posso usar o Vitanol A a noite e o Redermic R durante o dia, enfim sendo possível o uso dos dois , qual seria a melhor maneira de usar?
    Outra dúvida que tenho é se posso passar o Redermic R em toda a região dos olhos.
    Perdão por tantas perguntas, porém desde já agradeço pela atenção.

    Beijos.

    • Nando Goober 11 de março de 2014 at 13:16 #

      Oi,

      Eu alternaria, porque não vejo tanta necessidade de usar de dia/ noite.. prefiro usar um bom antioxidante durante o dia.
      Eu aplico apenas na parte inferior do orbicular dos olhos, onde se formam as linhas/ rugas.

      Bj

  11. gladis 23 de abril de 2014 at 22:45 #

    Olá nando, tenho manchas leves na pele, posso usar Redermic R somente a noite e protetor durante o dia, qual protetor vc indicaria e vc pode me indicar algum hitratante???

    • Nando Goober 26 de abril de 2014 at 13:05 #

      Sim, poderia. Filtro, depende dos eu tipo de pele, no blog há vários.. gosto da linha Nivea.. hidratante, idem.. os da Shiseido.. mas teria que saber qual o seu tipo de pele tbm.

Os comentários estão desativados.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 622 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: