Hadabisei Moisturizing Facial Mask Brightening

7 mar

Após esses dias de folia, nada melhor que usar uma máscara para recuperar a pele. Quase um trocadilho!

Eu ganhei essa máscara da leitora Marta Fleming para testar.  Marca Hadabisei, da Kracie Holding Ltda. É uma linha voltada para dois tipos de cuidados: hidratação e clareamento.

Sachê com 20 ml de serum (essence):

hadabisei+mask+kracie1

Mas o produto é vendido em caixas com cinco sachês:

hadabisei+mask+kracie3

Essa máscara é indicada, como citei, para quem precisa de hidratação profunda e clareamento, pois conta com umectantes, derivado de Vitamina C e ácido de fruta.

O formato é tipico oriental, para rostos mais arredondados, no meu caso, tenho que ajeitar algumas áreas para melhor aproveitamento:

hadabisei+mask+kracie2

É feito de tecido 100% algodão, maleável, macio e que adere durante a aplicação. Na foto acima, eu já tinha utilizado a máscara, porque é difícil fotografar antes. O tecido vem dobrado e bastante úmido.

Como já comentei em outras resenhas, a máscara vem encharcada num serum transparente, neste caso, levemente viscoso. Tem uma leve e confortável fragrância, floral, similar a de produtos de higiene pessoal, como xampu.

Como eu uso: praticamente faço um ritual.

Primeiro, higienizo a pele com um óleo de limpeza; na segunda etapa, uso um esfoliante abrasivo (Galderma Dermotivin Scrub) par retirar as células mortas e refinar a pele.

Apliquei minha lotion e essence da SK-II (breve resenha completa e maravilhada….!!!)

Pronto, a pele está preparada para uma hidratação mais profunda. Aplico a máscara e relaxo por alguns minutos.

É sugerido usá-la entre 5 a 15 minutos ou, caso a pele esteja desidrata/ seca, por 20 minutos. Sempre fico entre 15 a 20 minutos. E, claro, evito aparecer na frente das pessoas para não assustar…

De modo geral, os asiáticos fazem uma rotina mais completa, higienizando, tonificando, aplicando um serum (essência), a máscara e completam com alguma emulsão ou creme finalizador.

Quando retiro a máscara, massageio para absorção do produto. Senti um filme hidratante sobre a pele, mesmo após massagear.

A pele estava bastante sedosa e “calma”. Sim, quando faço esfoliação abrasiva, é comum a minha pele ficar um pouco avermelhada, mas após a máscara, tinha sumido tudo. Não irritou também. Gostei do resultado.

O filme hidratante que fica sobre a face dificulta a aplicação de outros produtos leves, como loções e soros, por isso a ordem de aplicação que citei é a mais indicada. Eu apenas finalizei com o meu ácido.

Talvez, para quem tem a pele muito lipídica, possa ficar incomodado. A máscara parece mais adequada para pele alípica, porém, eu me enquadro na primeira categoria e não tive problemas, porque queria mesmo uma hidratação mais acentuada.

Pode ser usada duas vezes na semana.

A lista de ingredientes é similar das outras máscara em tecidos, ricas em agente umectantes, como Glicerina e Butylene Glycol, que atraem água para a pele.

Conta com Ascorbyl glucoside,  derivado de Vitamina C que pode ajudar na prevenção de hipercromias e “iluminar” a pele. Tem Extrato de Licorice, com ação calmante, suavizante e também ajudar a inibir a produção de manchas.

Colágeno solúvel, que pode ter algum efeito hidratante (Colágeno tem peso molecular elevado para permear, porém, na forma solúvel, ele é fragmentado e e tem melhor penetração cutânea); Extrato de Limão,  sugerido para retirar sutilmente as células mortas.

O Extrato de limão entra na lista como um leve esfoliante, muito embora entre em categorias de agentes irritantes. Até desconsidero por estar numa concentração baixa entre os ingredientes.

Lista completa de ingredientes aqui.

Hadabisei Mask cumpre com uma boa hidratação e, embora eu não tenha manchas, deixou a minha pele mais “clear“. Só que fica difícil pensar em máscara hidratante após testar a SK-II Skin Signature Mask 3-D .

Porém, cumpre com uma boa hidratação e custo mais acessível. Estou com um “lote” de outra máscara, firmadora, para testar.

Obrigado Marta pelo gift!

Ah, pela segunda vez fui “reconhecido” por leitores em festas. Acho graça porque quase nunca me exponho aqui..

- Onde Comprar: tem na Ichibankao, que pode custar R$ 40,00. Mas sugiro a Makie, porque ela tem várias linhas, com preços melhores e quantidades maiores (a Mitomo, por exemplo) e tem a Hadabisei 3D por R$ 25,00. Procurem no tag Mask Sheet.

Olay Age Defying Classic Daily Renewal Cream

22 fev

Ganhei este produto do Pedro e ele pertence a linha americana da Olay, Age Defying Series:

olay+age+defying+classic+daily+renewal1

A série de produtos é indicada para tratar os primeiros sinais do envelhecimento, como a desidratação superficial, as primeiras linhas de expressão (decorrentes da mimica diária) e início da ptose (flacidez da pele decorrente da redução dos fibroblastos).

Como sabemos, o envelhecimento cutâneo pode ser o cronológico (intrínseco), quando ocorre, naturalmente, a degeneração - melhor palavra para definir envelhecimento – do nosso organismo.

Com a redução dos fibroblastos, a pele perde firmeza. A produção dos queratinócitos diminui, dificultando a capacidade de renovação celular. A pele também perde sua capacidade de reter mais umidade e, com a diminuição das atividades das glândulas sebáceas e sudoríparas, a pele torna-se mais desidratada. Os primeiros sintomas começam a surgir a partir dos 25 anos.

Enquanto que o envelhecimento decorrente dos fatores externos (extrínseco), ou seja, meio ambiente, exposição solar, poluição, stress, alimentação inadequada, etc, situações que aumentam a produção dos radicais livres.

O uso de cosméticos anti-age ( ou como prefiro, antirrugas, porque não se pode parar a ação do tempo) ajuda a reverter alguns dos quadros destacados.

A linha Age Defying é formada por 15 produtos, como limpador, tônico, serum, cremes e loções diurnas e noturnas, clareadores, cuidados para a área dos olhos e fotoproteção, voltados para tratar os sinais de envelhecimento: hidratar, firmar a aparência da pele e suavizar a aparência de linhas e rugas.

Infelizmente, a Olay não é mais distribuída no Brasil, embora a Age Defying Series só é comercializada nos EUA.

O produto desta resenha é: Olay Age Defying Classic Daily Renewal Cream

Alegações: repor a umidade da pele para minimizar a aparência de linhas finas e rugas. Contém Beta-hidroxiácido para renovar a superfície da pele e revelar uma tez mais jovem.

Fórmula não-pegajosa, livre de óleo. Não-comedogênica (não obstrui os poros). Indicado para todos os tipos de pele. Pode ser usado no rosto e pescoço. 

O produto vem em pote, com tampa de rosca, algo que eu acho um pouco antiquado:

olay+age+defying+classic+daily+renewal3

Eu uso uma espátula para retirar o creme, sempre bem higienizada e evitando qualquer contaminação. Preferia que fosse em frasco com válvula pump.

Na foto, a quantidade que eu uso para aplicar em toda a face:

olay+age+defying+classic+daily+renewal2

É um creme levemente espesso, com bom espalhamento. Absorve em poucos minutos, criando um filme hidratante sobre a pele. Realmente não é gorduroso, pelo contrário, achei que permite um acabamento cream-gel sobre a pele.

Eu não ligo muito de usar produtos mais úmidos à noite, mas este me surpreendeu por ter uma boa textura que se adapta a todos os tipos de pele.

No site tem indicação para hidratar peles secas, mas não tive nenhum problema em usá-lo na minha pele oleosa. No meu caso, não percebi aumento acentuado da oleosidade após a aplicação.

Desde o final de Novembro eu venho mudando a minha rotina, deixando de lado os Retinoide e optando por usar ácidos mais leves, como o Salicílico e Glicólico.

Assim, eu tenho usando o Daily Renewal Cream em concordância com outros cosméticos. Uso, em média, por dois ou três dias seguidos e alterno com outro produto.

Por causa desse protocolo, em nenhum momento tive descamação ocasionada pelo Ácido Salicílico, mas percebi um “refinamento” do estrato córneo, como de um bom renovador. A pele ganha mais viço e luminosidade.

O uso continuo pode renovar bastante  a pele a ponto de descamar. Eu comentei bastante aqui sobre a ação do BHA, inclusive, cito o produto desta resenha no final.

A ação renovadora (renewal) é por causa do Ácido Salicílico numa concentração de 2%. O diferencial dele dos outros produtos é no pH: para uma ação esfoliativa, o BHA deve estar numa faixa de 3.0 e 4.0 (fonte), sendo que o Daily Renewal Cream tem pH 2.3.

Isso pode ser bastante esfoliativo e irritante. Entenderam a minha cautela em usá-lo por poucos dias?

Durante a aplicação eu sequer senti desconforto (no site, há a informação que pode ocasionar breve sensação de formigamento), nem a pele ficou irritada ou avermelhada. Isso, no meu caso,é ótimo.

Além do BHA, há GlicerinaExtrato de Aloe Vera e Vitamina E. A Aloe Vera pode ajudar na hidratação, embora seja usado também como cicatrizante, anti-inflamatório e anti-irritante em cosméticos.

Tem a ação umectante da Glicerina que permite uma base mais hidratante ao cosmético e previne o ressecamento. Acredito que ajuda a prevenir descamação acentuada pelo BHA, embora seja uma ação bem- vinda.

A Olay chama essa “base” de Moisture Beta-Hydroxy Complex.

Tem uma fragrância muito sutil e que desaparece após a aplicação.

- Lista Completa de Ingredientes:

Water, PPG 15 Stearyl Ether, Glycerin, Stearyl Alcohol, Salicylic Acid, Cetyl Alcohol, Aloe Barbadensis Leaf Extract, Acrylamide/Sodium Acryloyldimethyltaurate Copolymer, Dimethicone, Steareth 21, C13 14 Isoparaffin, Cyclopentasiloxane, Laureth 7, Dimethiconol, Tocopheryl Acetate (Vitamin E) (vitamin E), Steareth 2, Disodium EDTA, Fragrance - pote com 56 g.

Daily Renewal Cream é uma opção com custo X benefício interessante para quem procura um cosmético com função revitalizante. A ação renovadora pode depender do uso continuo e resistência da pele. Uma pele com uma capa córnea mais espessada pode se beneficiar melhor.

Para peles sensíveis, alerto que pode ocasionar irritação. No meu caso, eu preferi usá-lo como um esfoliante químico, alternado com outros cosméticos. Não tive problemas e consegui obter bons resultados. Foi o meu hidratante do Verão!

- Onde Comprar: Na Drugstore tem por $9.49.

Nivea for Men UV Protector Oil Control SPF 50 PA+++

19 fev

Eu prometi resenha deste protetor solar tem algum tempo, mas é que estou no segundo frasco e conseguindo analisar melhor agora, com o calor destruidor do Rio. nivea+for+men+japan7

Mais uma vez informo que a Nivea, no Japão, é uma marca desenvolvida pela japonesa Kao Corporation (SofinaBioréKanebo…). Então, esperem produtos com qualidade bem diferente daqui.

Como consumidor voraz de proteção solar, posso afirmar que os melhores produtos nesse segmento são os da Nivea Japonesa. E o da resenha de hoje não foge a regra.

Antes de começar, aproveitarei para falar da colher dosadora que mostrei aqui.

Recebi várias mensagens de leitores querendo saber melhor dela. Bom, não tem mistério, basicamente segue a recomendação do FDA, feita em 1978 e mantida até hoje, junto com a Colipa e outros protocolos internacionais de aplicar 2 mg/cm² de filtro solar para obter o FPS indicado no rótulo, como neste estudo.

Segundo o mesmo, a proteção fornecida pelo protetor solar está relacionada com a quantidade de produto utilizado.

Quando aplicado abaixo do sugerido, seja por economia ou por falta de conhecimento – acreditem, isso é muito comum, mesmo na área de Estética eu leio “aplicar uma fina camada de protetor solar…” – há uma redução drástica do FPS.

Comentei sobre isso numa das minhas primeiras postagens no blog, em 2011.

De modo mais simples, para a face, seria uma colher de café cheia ou, conforme o Consenso de Fotoproteção da Sociedade Brasileira de Dermatologistas, a regra da colher de chá para rosto, cabeça e pescoço.

Eu conheci a colher por meio do Futurederm, onde eles fizeram um cálculo sobre a dosagem sugerida, dando algo como ¼ da colher de chá apenas para face, não incluindo as orelhas.

Mas na prática vai depender muito da consistência do produto.

nivea+for+men+japan2

Um filtro em emulsão, loção ou creme, veículo mais denso, são duas camadas finas de proteção. Porém, para filtros mais leitosos e fluidos, pode dar “quase” duas camadas.

Explico: eu aplico filtro em toda a face, então, reaplico novamente o restante do conteúdo. Num filtro mais espesso, como foi o caso do Nov UV Shield  completa perfeitamente, mas, numa versão mais líquida, como Bioré, Sofina e os da Nivea, percebo que termina o conteúdo da colher e não deu para reaplicar em toda a face. Então, acabo usando mais produto para completar e ter uma aplicação homogênea.

Assim, acredito que a melhor sugestão é a indicada por este estudo, a qual eu prefiro fazer: aplicar duas camadas, porque, segundo as informações, ” a dupla aplicação de protetor solar vai ajudar os usuários a aplicar os produtos com uma espessura suficiente para alcançar eficácia no FPS esperado.”.

Não tem erro. Os leigos irão falar “Nossa, que neura!”, mas já estou acostumado.

Para concluir, vocês deveriam ler este artigo onde encontrarão TUDO sobre fotoproteção, inclusivo essas recomendações. Há uma tabela excelente com todos os tipos de agentes de proteção, inclusive talco e argila branca podem agir como filtros inorgânicos na pele.

Agora, vamos ao filtro: Nivea for Men UV Protector Oil Control SPF 50 PA+++ 

nivea+for+men+japan1

O protetor faz parte da linha For Men, com vários produtos para controle da oleosidade, hidratação, barbear, limpeza, revitalização e balm:

nivea+for+men+japan4

Alegações: indicado para rosto e corpo. Proteção alta para práticas esportivas e de lazer (podem observar as ilustrações na embalagem). 

Fornece controle da oleosidade, com sílica para absorver o sebo. Agentes hidratantes (Ácido Hialurônico e Lipidure) para prevenir o ressecamento causado pelo excesso de sol.

Textura não pegajosa, sedosa e sem ocasionar efeito esbranquiçado (white cast). Contém filtro inorgânico (Óxido de Zinco) e orgânico (Octinoxate), álcool e fragrância cítrica. Resistente ao suor, a água e ao sebo.

Frasco de 30 ml, com saída dosadora e, como se trata de um filtro líquido, tem esfera para agitar a embalagem antes de aplicar:

nivea+for+men+japan5

Textura: leitosa e líquida, similar ao Bioré Perfect Milk e menos espessa que o Nivea Sun Protect Mild. Excelente espalhabilidade, porque desliza fácil e absorve rapidamente. E dessas texturas com silicones voláteis que evaporam quase que em poucos segundos após a aplicação:

nivea+for+men+japan6

Na foto maior, a pele com filtro solar logo após a aplicação, ainda absorvendo. Pode-se notar alguns leves “traços esbranquiçados“, mas que desaparecem quando o produto fixa na pele.

Como é um veículo bastante líquido, usando a colher dosadora, precisei usar mais de  ¼ da colher de chá para completar duas camadas uniformes.

Gostei bastante da praticidade dele. Enquanto que o Nivea Sun Protect Mild eu tenho um pouco mais de trabalho para aplicar homogeneamente e evitar falhas esbranquiçadas, com esta versão, eu não demando muito tempo para realizar, mesmo em camadas duplas.

Acabamento: em poucos minutos, após a aplicação total, a pele ganha um aspecto que pode variar de semi-mate para mate. Toque sedoso, levemente atalcado, que eu adoro.

Mas não fica opaco, diria que proporciona uma cobertura bonita na pele, neutra, porém cuidada.

Há uma quantidade suficiente de álcool, acredito que um pouco menos que o Bioré Perfect Milk, mas é possível sentir durante a aplicação: sensação de esfriamento que deve ser proporcionada também pela essência cítrica. Aliás, a fragrância presente talvez seja apenas para camuflar o odor do álcool e dar um ar de produto masculino, mas é sentida apenas no primeiro instante de aplicação.

Embora seja um produto destinado ao público masculino, pode agradar também as mulheres por ser um filtro solar leve e com acabamento não-pegajoso.

Sempre vão perguntar: é similar ao Bioré Perfect Milk em termos de matificação? Não, como o Bioré Perfect não há, já testei de tudo, acho que ele tem fórmula única. Porém, percebo que hoje nem todos querem um filtro extremamente matificante, preferem entre um aspecto semi-mate para neutro, como se não estivesse aplicado nada sobre a pele.

O Nivea for Men, além de não proporcionar brilho imediato à pele, como uma grande parte de filtros que “prometem” efeito oil control, pode retardar a produção natural de óleo por causa do Óxido de Zinco, talco e silica presentes no produto, dependendo muito do tipo de pele, clima e produtos usados em conjunto.

O que eu espero de um bom acabamento é que ele não ocasione maior quantidade de sebum além do processo natural da minha pele. O Nivea for Men mantém a pele “confortável” neste quesito. Lembrando que este filtro balanceia o controle de óleo com uma função de reter água na pele.

Eu não uso nenhum tipo de adstringente e quando sinto que a pele está ficando um pouco mais oleosa, apenas uso um “mata-borrão” (aplicar lenço de seda ou blotting paper para “sugar” o excesso de gordura).

Acredito que quem gostou do Bioré Perfect Milk, mas não conseguiu usá-lo por causa do ressecamento e efeito oclusivo, possa gostar bastante deste.

Resistente ao suor e ao sebo: é o meu segundo frasco e testando no calor do Rio, percebo que o efeito oil control dele não dura muito, vai depender dos produtos usados anteriormente (como falei, não uso nenhum tipo de adstringente) e temperatura.

Em dia extremamente quente, ele pode atrasar um pouco mais a oleosidade natural, porém, num dia ameno, percebo um aspecto mais agradável, mesmo muitas horas após a aplicação.

Como comentei acima, ele não proporciona um aumento maior da oleosidade natural e isso já basta para mim. Não gosto de usar nada que deixei meu rosto opaco e seco.

Mudei muito meus hábitos depois que conheci a rotina de beleza dos asiáticos. Até gosto de um leve efeito “glossy“.

Como eu aplico um por cima, dura bem mais. Após horas, a pele está integra, sem ficar com estiramento ou aparência carregada que tornam os poros mais aparentes.

Filtros matificantes podem, no final do dia, proporcionar aspecto de pele “desidratada” e isso não ocorre com o Nivea for Men.

Eu tenho uma dica: aplicar um protetor com textura mais cremosa por cima. Vai melhorar esse efeito e breve vou resenhar o meu escolhido.

Após sudorese excessiva ele pode “derreter“, falha que também acontece com o Nivea Sun Protect Mild, mas até em menor grau, porque ele é mais leve na pele, logo, percebo algumas gotículas esbranquiçadas. Só que, no tato, ainda sinto o produto sobre a pele, embora não seja extremamente impermeável quanto o Bioré Perfect Milk.

Make up base: sim. O aspecto sedoso permite aplicação de , conferindo uma cobertura suave, sem “pesar” na pele no final do dia.

White cast: o menor possível. Na verdade, sugerindo que proporcione em peles com fototipo mais alto, porque, mesmo com dupla camada, não vejo palidez exagerada na minha pele. Ele promete um revestimento invisível e, de fato, é possível.

Eu aplico meu protetor solar em pó Naris Up Medicated, e, no meio do dia, reaplico uma fina camada do Nivea for Men sobre a pele e não tenho queixas de efeito esbranquiçado. Ele é realmente muito prática, mesmo para reaplicar.

Oclusão dos poros: muito pouco, diria que é até suave neste ponto. Não tenho reclamações de comedões evidentes com ele, mas, por experiência, hoje reconheço que todos os filtros físicos ou quase físicos que eu uso/usei, geram, em maior ou menor grau, algum comedão.

Simples: fazem barreira (oclusiva) sobre a pele como proteção.

Pode até não parecer tão visível no espelho, mas quando eu faço análise da face com lente de aumento profissional, tem sempre alguns pedindo extração.

Mas, afirmo, o Nivea for Men é bem comodo  e não ocasionou pápula por causa da obstrução dos poros no final do dia, sensação de sufocamento ou ressecamento.

Demaquilante para remoção: por precaução eu sempre uso e indico. Parto do principio que o produto é um cosmético oclusivo, além da quantidade de filtro inorgânico, logo, pode deixar algum resíduo nos poros e causar tamponamento se não for higienizado adequadamente.

Rendimento: pode durar um pouco mais de três semanas, usando na quantidade descrita no início da resenha. Como é um leite bem fluido, requer duas boas camadas para uma proteção eficaz.

O novo frasco tem rendido mais porque uso para reaplicar. Depende muito da minha vontade, mas alterno ele com o Nivea Sun Protect Mild e dá muito certo.

Ingredientes: Óxido de Zinco (UV-A e UV-B), que dispensa maiores apresentações (tem texto meu aqui), e Octinoxate (UV-B).

Vários tipos de silicones (Cyclopentasiloxane e Dimethicones) que vão ser responsáveis pela sedosidade da aplicação, além de proporcionar um acabamento elegante final.

Contém sílica e talco para ajudar a controlar o excesso de sebo.

Ainda conta com principios hidratantes, como Lipidure (Polyquaternium-51), um polímero que, segundo a empresa que o desenvolveu, tem a capacidade de maior retenção de água que o Ácido Hialurônico, logo, pode prevenir o ressecamento ocasionado pelo sol. O Pedro fez um apresentação sobre esse ingrediente.

Outro agentes umectantes como Glicerina e Ácido Hialurônico, este, no caso, o Sodium Acetylated Hyaluronate, que absorve o dobro de água, comparado com o Ácido Hialurônico comum.

Entenderam o motivo de não ter como igualar o Nivea for Men ao Bioré Perfect Milk? A belezura deste post não propõe só a equilibrar o brilho como também reter umidade na pele.

- Lista Completa de Ingredientes:

Water, zinc oxide, cyclomethicone, octamethyltrisiloxane, ethanol, ethylhexyl methoxycinnamate, polymethylsilsesquioxane, dimethicone, talc, methylpentanediol dineopentanoate, glycerin, dimethicone copolyol, silica, PEG-9 polydimethylsiloxyethyl dimethicone , cyclopentasiloxane, acetyl hyaluronic acid Na, polyquaternium -51, lauroyl glutamate (phytosteryl / octyl dodecyl), BG, methicone, cetyl dimethicone copolyol, (alkyl acrylate / dimethicone) copolymer, tocopherol acetate, sulfate, Mg, fragrance - Frasco de 30 ml.

O Nivea for Men UV Protector é mais uma excelente opção para quem busca alta proteção contra os raios UV-A e UV-Bacabamento neutro e sedoso.

A praticidade de aplicação, sem ocluir os poros, somado aos agentes hidratantes, torna-o ainda mais interessante.

E o diferencial? O custo dele pode variar, mas, dependendo do frete, é possível comprar três frascos pelo preço de um “bom” filtro solar vendido no mercado nacional.

Ultimamente estou inclinado a preferir filtros solares  com função “clear water”, que são mais leves, não-pegajosos, sem sensação de oclusão e tem acabamento “soft“.

Nivea for Men UV Protector parece ser a opção mais “clear” da marca, mas pretendo ainda conhecer outros da linha. Aguardem!

Concluo com a mesma certeza que iniciei este post: a Nivea japonesa – by Kao Corporation – produz as melhores linhas de fotoproteção.

- Onde comprar: o meu primeiro frasco foi uma cortesia da Cris, do Cosméticos Japan . Ela está vendendo por R$ 43,00. Na Makie Cosméticos também revende o produto, custa R$ 20,00 + frete. Para quem prefere comprar no Brasil, a Vânia tem do produto para pronta entrega, sai por R$ 63,70. No Japão, custa 609 ienes (algo em terno de R$ 18,00) e no Ebay pode custar US$10.00.

A Pele e a penetração cutânea

12 fev

Olá gente, hoje irei comentar um pouco sobre a permeabildiade cutânea, ou seja, a capacidade de permitir a penetração de ativos na pele.

O texto será um pouco longo, mas, por incrível que pareça, minhas postagens mais “técnicas” atraem mais visibilidade ao blog.

É uma leitura que eu já deveria ter publicada porque mudou a minha percepção de cuidados e cosméticos.

pele+permeação6

A pele é um tecido tegumentar e maior órgão do corpo humano. Anatomicamente,está dividida  em duas camadas, Epiderme (superficial) e Derme (intermediária), enquanto que uma terceira camada, Hipoderme, é considerada na literatura atual como Tecido Subcutâneo> Mas todas conferem funções importantes na manutenção do organismo humano:

pele+permeação2

Foto 3D da pele. Laboratórios Vichy.

Por ser um órgão complexo, a pele exerce várias funções importantes no nosso organismo, entre elas, proteção contra os microorganismos agressores; agentes físicos e químicos, perda de água e proteínas para o exterior, além de manter a temperatura corporal, percepção, imunidade, síntese da vitamina D. Desta forma, torna-se imprescindível à sobrevivência humana.

Vulnerable skin www MF fig 2

Fonte:  The pathophysiology of vulnerable skin

Barreira de Proteção e Impermeabilidade:

Feito uma breve introdução, o que nos interessa nesta postagem é entender como ocorre a barreira de proteção da pele e o que a concede como uma “capa” impermeável, biologicamente chamada de impedância.

Nem sempre todos os produtos cosméticos no mercado conseguem cumprir tudo aquilo que prometem, melhor dizendo, os ativos podem ter a sua penetração reduzida nas camadas da pele justamente por causa dessa impedância natural.

Por um lado, a impermeabilidade cria uma barreira eficiente contra agentes exógenos, porém, por outro lado, essa mesma barreira pode também diminuir a absorção de ativos. Em vista disso, a industria de cosméticos está sempre investidos em maneiras de otimizar a entrada de princípios na pele, como o uso de tecnologias de lipossomas, nanotecnologias, bases biocompatíveis, etc.

São vários fatores que colaboram com essa proteção:

- Queratinização: processo pelo qual se formam as proteínas da epiderme, pelos e unhas, que confere uma camada córnea resistente e impermeável;

-pH cutâneo: indicador funcional da pele e ocorre divido a função do ácido lático na superfície da pele, formando um “manto ácido cutâneo” – a pele apresenta um pH ácido, em torno de 4,6 e 5,8 – que contribui para uma ação fungicida e bactericida.

Com o envelhecimento da pele, o pH torna-se mais neutro, colaborando para reduzir  a proteção e permitir o aparecimento de rugas e flacidez.

- Conteúdo lipídico: produzido pelas glândulas sebáceas e formado por triglicerídios, ácidos graxos livres, ceras, colesterol, esqualeno, ceramidas e parafina. Os ácidos graxos fornecem ação fungicida e bactericida enquanto outros regularizam a função da barreira da pele.

Já comentei aqui, inúmeras vezes, como a função da barreira é imprescindível para proteção e integridade cutânea, principalmente para quem sofre de hipersensibilidade e dermatite atópica.

Uma pele com a barreira integra tem menor chance de apresentar alergias, irritações, desidratação e sofre menos com o envelhecimento extrínseco.

Um modelo esquemático que representa muito bem essa “barreira” é o  idealizado por Brick & Mortar para exemplificar o estrato córneo do ponto de vista da permeabilidade: os corneócitos (queratinócitos mortos) são tijolos, enquanto que os lipídios intercelulares atuam como um cimento nas vias ondulosas da epiderme:

pele+permeação1

Essa estrutura contém uma mistura de ceramidas, colesterol e ácidos graxos livres e tem papel formador da barreira de proteção e de manutenção da estabilidade da camada córnea.

Este modelo é o difundido até hoje como o mais adequado para a compreensão do arranjo celular para a permeabilidade cutânea.”

Por causa disso, a pele apresenta resistência à impedância maior que os outros órgãos do corpo humano.

O estrato córneo é praticamente impermeável agindo como um limitante para a absorção percutânea. Basta lembrar que até duas décadas, cerca de 70% das substâncias aplicadas na pele não ultrapassam nem esta camada. Foi quando começou a “era” dos Dermocosméticos.

Assim, denomina-se permeação percutãnea quando se deseja que determinadas substâncias penetrem no sistema transdérmico, passando através das camadas da pele até a corrente linfática e sangue, por onde serão transportados até os órgãos e retidos de acordo com objetivos.

Para compreendermos melhor a permeação percutânea é necessário estudar os fatores biológicos, fisiológicos, cosmetológicos e físico-químicos que ajudam ou atrapalham na permeação do cosmético.

No primeiro quesito, podemos citar que um ativo será absorvido pelo organismo por meio de duas vias de penetração:

Via Transdérmica: ultrapassando os estratos da pele, por difusão através das células (transcelular) ou entre as células (intercelular), porém, uma via muito lenta.em função da grande extensão da pele e de sua espessura, pois se deve permear o ativo até acamada mais profunda da pele (atravessa camadas e células).

Via Transnexal: pelos anexos cutâneos, como as glândulas sudoríparas, de menor importância na penetração; e folículos pilossebáceos, zona de maior facilidade de penetração:

pele+permeação3

Fonte: Permeação Cutânea in vitro.

Observem que é uma “via sacra” para um ativo penetrar na pele, devido a barreira de “tijolos e cimento”.

Entre os citados, para a permeação ocorrer é necessário que o ativo seja difundido por meio das bicamadas lipídicas intercelulares, “rompendo” essa barreira para que o mesmo chegue nos tecidos mais profundos.

Deste modo, composições lipossolúveis possuem poder de penetração relativamente permeável por se assemelhar com a barreira de proteção e por ter via de penetração nos canais pilossebáceos, os nossos poros.

Nos fatores biológicos, podemos incluir a espessura da epiderme, onde estudos mostram que devido ao afinamento da espessura, ocorre o aumento da penetração de cosméticos.

Uma pele com hiperqueratose tem a permeação dificultada pelo excesso de queratinócitos

Por isso a recomendação de utilizar esfoliantes químicos ou físicos, de 1 a 2 vezes na semana, dependendo da pele, para ajudar na remoção as células mortas no estrato córneo.

Com o tempo, a renovação celular natural torna-se reduzida e há um espessamento da camada da pele, dificultando ainda mais a penetração de ativos, que, em termos de revitalização, devem chegar em camadas mais profundas da derme. 

A redução de lipídios na pele, como o excesso de sebo, torna a permeação mais desejável. Lembrando que a higiene correta, reduz a quantidade de óleo, entretanto, de forma demasiada, afeta a barreira de proteção, atrapalhando não só a permeação como abrindo “portas” para agressões externas.

Além de outros fatores que podem influenciar na permeabilidade, como idade (uma pele mais espessa e desidratada perde a capacidade de receber ativos); região da pele (áreas mais espessas dificultam a absorção); hidratação (uma pele mais hidratada recebe melhor os ativos); exposição solar (o bronzeado, uma forma de defesa da pele contra a radiação UV, contribui para o seu espessamento); fluxo sanguíneo (o aumento da circulação periférica eleva o estímulo e a nutrição celular), etc.

Razões cosméticas, como já vimos nas vias de penetração, podemos citar substâncias lipofílicas (solúveis em lipídios) difundem-se mais rapidamente na matriz lipídica da pele na camada córnea, lembrando que a o estrato apresenta uma barreira semelhante à permeação de substâncias.

Ativos que seguem a lei da semelhança, análagos à ação da pele, como vitaminas, minerais e proteínas – estas, podem varias conforme o tamanho da molécula e lipossolubilidade.

Além de cosméticos que afinam o estrato córneo e procedimentos estéticos, como a limpeza profunda da pele (desengorduramento e desobstrução dos óstios…), manobras de massagem, uso de correntes elétricas (eletrólitos a íons positivos impermeiam facilmente), são mecanismos eficientes para aumentar a permeação de ativos na pele.

Podemos citar dois tipos de exemplo de peles em termos de permeação: a pele lipídica, quando o excesso de sebo e queratina reduzem a capacidade de penetração pelas vias foliculares e glandulares.

O primeiro cuidados num protocolo de estética para uma pele muito oleosa, é reduzir o sintoma seborreico e desobstruir os poros para, então, inciar qualquer outro protocolo, como hidratação, revitalização ou clareamento.

Enquanto que a pele alípica, pode ter a sua capacidade de receber ativos diminuída devido a sua tendência natural à desidratação, comprometendo o mecanismo de umectação da capa córnea. Logo, o protocolo inicial será melhorar a hidratação e criar uma integridade na pele.

De modo geral, o que falamos de uma pele integra é ter o balanço de lipídios e umectação equilibrados para garantir perfeita função fisiológica.

A título de curiosidade, quando observamos a rotina de beleza dos asiáticos, desperta atenção o “ritual” de aplicação de cosméticoscomo escrevi neste post: uso de loções, emulsões, máscaras e soros para “saturar” a pele de umidade, porque quanto mais hidratada for a camada córnea, maior será a permeação de ativos.

O resultado (claro, com efeito digitais também) vocês podem observar isso nas campanhas de cosméticos, onde as modelos apresentam uma pele com “brilho orvalhado” (glossy) sublime:

pele+permeação9

Lembrando que a hidratação deve ser endógenas (ingestão de água e alimentos ricos em água) e exógena (cosméticos umectantes e oclusivos).

DVC00174Outro componente do ritual são as técnicas de massagem para ativar a circulação sanguínea e oxigenação da pele, tudo isso para preparar a pele para receber os princípios ativos.

Procurem por Yukuko Tanaka, uma guru da beleza. Ela ensina técnicas de massagem facial, com diversos livros publicados no JapãoSão manobras manuais semelhantes à drenagem linfática que ajudam a levar nutrientes para a pele.

Por muitos anos, procedimentos, como limpeza de pele, uso de eletroterapias (corrente galvânica/iontoforese e eletroporação), massagens faciais, eram necessários quando se falava de permeação percutãnea, em vista que a variedade de cosméticos encontrados no mercado tinha apenas uma função oclusiva, ou seja, atuava apenas de modo superficial.

Para concluir, em relação aos fatores físico-químicos, o peso molecular de um ativo; a concentração; pH compatível, solubilidade (capacidade de uma substância em de dissolver em outra), etc.

Reduzir, por exemplo, o peso molecular de um princípio aumenta a sua razão de superfície “área-volume”.

Isso é bastante interessante para que o princípio ativo não só penetre, infiltrando-se nas camadas da epiderme, como também possa ser absorvido e levado até a derme, a circulação sanguínea  e linfática

Uma substância com baixo peso molecular (PM 100) penetra de 100x a 1000x mais rápida que moléculas de peso molecular alto (PM 400 ou superior).

Com base em estudos de permeação percutânea, ciência deu um passo para adesão de tecnologias como lipossomas, encapsulamentos, nanos ou micronização de ativos

São matérias-primas que permitem carrear substâncias para as células, liberando de forma gradativa e controlada os princípios e, assim, conseguem atravessar a barreira lipofílica, mantendo o ativo intacto até onde se deseja chegar.

Futuramente escreverei sobre cada uma delas, mas para não tornar a leitura muito enfadonha (por favor, espero que não!), citarei algumas marcas de cosméticos que disponibilizam.

O Pedro, do Cosme Asia, nos apresentou a linha de produtos Lunamer, da Fujifilm, com clear nano Vitamina E, estabilizada a 60 nm e nano Vitamina A:

pele+permeação4Eu recebi um gift com a emulsão e vou resenhar mais futuramente.

No mercado nacional, temos várias marcas que utilizam de nanotecnologias, técnicas de lipossomas e encapsulamentos de ativos, como, por exemplo, a Dermatus. Resenhei há pouco tempo um produto da linha Derma Clássico Repair.

A Adcos, tem em seus ingredientes, vários ativos com ácidos graxos livres (compõe 30% da secreção sebácea) e lipossomas, que, por ter alta afinidade com a membrana biológica da pele, permite maior absorção, além de ser biocompatível, biodegradável e atóxico.

O mesmo podemos sugerir da empresa Buona Vita, única empresa nacional que usa bases biocompatíveis: 100% livres de óleo mineral e parabenos e com princípios ativos que se assemelham à estrutura da epiderme,  os ômegas 3, 6 e 9, componentes do manto hidrolipídico, tornando assim,  a sua permeação mais segura e efetiva. 

O Boticário, entretanto,  é pioneira no pais em desenvolver ativos com nanotecnologias e, recentemente, mostrou num estudo sobre uma nanoemulsão de Retinol que, segundo o mesmo “tem maior eficácia terapêutica quando comparada ao uso isolado de tretinoína ou retinol microencapsulado“:

pele+permeação5Linha Active Dermato

Como falei no início do texto, hoje procuro sempre melhorar a forma de penetração, principalmente mantendo os poros limpos, renovando semanalmente o estrato córneo e hidratando-o.

Até fiz o meu primeiro peeling de cristal, porque a quantidade de barreira física que eu estou fazendo para proteger a pele no verão infernal no Rio de Janeiro está ocluindo bastante a pele. E, acreditem, não há cosmético que resolva isso melhor que procedimento manual

Até a próxima!

*Outras fontes consultadas:

- Guia de Produtos Cosméticos. BEZERRA, S. V.; RABELO, T.. Editora: Senac São Paulo.

- Nanocosméticos & Absorção Percutânea – JANSEN, Jocélia – UF Ponta Grossa.

Mudando um pouco o foco…

30 jan

Eu já comentei com alguns leitores que a minha rotina mudou depois que comecei a fazer curso profissionalizante para a área de Estética e Beleza. Então, vou passar a intercalar resenhas de produtos com um pouco da minha – nova – área, que tal?

Confesso que eu tinha (tenho) alguns “conflitos ideológicos“, mas, aos poucos, vou conhecendo alguns pontos e, realmente, observando que dá para conciliar procedimentos estéticos, rotina home care (incluindo prescritos por um dermatologista) e somar resultados.

Explico esses conflitos: particularmente, meus estudos sempre foram focados em pesquisas científicas e evidências, o que reflete na área médica e farmacêutica, enquanto que áreas de cosmética e beleza, julgava muito “pseudo-ciência” e marketing.

Bom, no momento estou em fase de práticas, onde fazemos atendimento gratuito. O módulo é de tratamento de Acne.

Nesta semana, acompanhando dois “casos”, fiquei realmente confiante nos resultados. Comentarei melhor a seguir.

O que nos focamos nesse tipo de atendimento é desinflamar a pele, contando com o auxílio de aparelhos de  eletroterapia, que atua na transmissão de fluxo elétrico com diferentes tipos de correntes, como Microcorrente e Alta Frequência.

No aparelho abaixo, meu “colega de trabalho“, tem as duas funções:

rotica+estética1

A Microcorrente é uma técnica não evasiva, que atua como eletroestimulante.  Ele emite uma corrente contínua ou pulsada com baixa voltagem, onde não há sensação de corrente elétrica, por isso, nenhum tipo de incômodo porque é similar ao campo eletromagnético do corpo.

A ação na pele é aumentar o metabolismo celular, assim, melhora a oxigenação, aporte sanguíneo, estimular os fibroblastos (acelera a produção de colágeno) e o sistema linfático, dá energia às células (ATP) para melhor funcionamento da pele.

Como estimula novas células, ajuda na ação de cicatrização e o aumento da síntese de ATP (Adenosina Tri Fosfato), auxilia no processo desinflamatório e de cicatrização da pele.

Basicamente consiste em manter eletrodos sobre pontos da face por um determinado tempo para que a microcorrente possa agir.

microcorrente+ibramed

Foto: Ibramed

A Alta Frequência é um aparelho que trabalha com correntes alternadas de alta frequência e que em contato com gases dentro do eletrodo forma ozônio. Sua ação é bacteriostática, antimicrobiana, fungicida, vasodilatadora, etc.

Ele é usado para desinfecionar a pele, após a extração manual, quando há o rompimento de líquidos com conteúdo de bactérias que podem ocasionar contaminação (lembra aquele velho conselho de nunca “cutucar” uma espinha?).

E também, independente de extração, usamos para efeito antisséptico e para melhorar o aporte de sangue na pele. Quero ter um desses para usar, algumas vezes na semana, após o barbear e prevenir foliculite. Ele “cauteriza” a área.

No protocolo de acne, usamos alguns tipos de eletrodos de vidro, como o esférico (para áreas maiores) e fulgurador, que tem um bico menor, para áreas isoladas. Aplicado em toda a face e também diretamente sobre as lesões.

alta+frequencia+ibramed

Foto: Ibramed

A sensação na pele pode ser de um “leve choque” (nada assustador, depende da sensibilidade de cada um), e, dependendo da intensidade, gerar leve hiperemia por causa do aumento da circulação periférica

Pode-se também usar a ação do Ozônio por meio de um aparelho que emite vapor, este facilita a extração e deixamos o cliente com uma solução emoliente na face e umas máscara feita de bandeletes de algodão. Aquela coisa que a sua avó fazia, colocando o rosto próximo ao vapor da panela para ajudar na extração de cravos.. rs

rotina+estética2

Com esses dois procedimentos, temos alguns efeitos terapêuticos, como bactericida, controle inflamatório, analgésico, redução de edemas, melhor oxigenação, etc.

Outro passo é extrair as lesões inflamatórias, muitas advém de  comedões fechados e nódulo que vão “aflorar” na superfície, e drenar o conteúdo de secreção (pus, sangue e sebo) na pele.

Basicamente consiste em apalpar, sentir os grãos, usar de técnicas para tracionar e extrair cada comedão e pústulas, muitas já na derme que ocasionalmente expelem sangue e pus. Tudo manual, com luva e algodão, além de máscara e toucas descartáveis, respeitando a assepsia.

É a parte mais demorada e chata, mas fundamental. Confesso que já comecei a criar euforia na hora de extrair comedões e pústulas.

Quando você começa, a pele tende a ficar ainda mais avermelhada e aplico compressas com loção calmante. Porém, no término com a Alta Frequência, a pele já melhora consideravelmente do eritema inflamatório.

Por fim, o outro ponto é respeitar a integridade de cada pele, que, em muitos casos, já chega sensibilizada por tratamentos tópicos e orais. Assim, adequar produtos e procedimentos manuais combinado com cada cliente.

Há dois rapazes, acne primária, fototipos diferentes e cuidados distintos prescritos por médicos.

O primeiro, um jovem de 19 anos, fazendo uso de Roacutan há alguns meses, na primeira semana apresentou uma pele bastante congestionada, inflamada, eritema, pústulas e comedões abertos, nódulos e  descamação superficial. Por ser um fototipo mais claro, não presentou tantas hipercromias pós-inflamatórias.

Após três semanas, com protocolos semanais, a pele estava mais “aliviada” por assim dizer, com redução da congestão tecidual, vermelhidão reduzida, visivelmente melhor oxigenada.

Nos três protocolos priorizou-se os três pontos que eu citei: eletroterapia, ozônio, extrações e evitar ácidos, abrasivos - não romper as pústulas antes da extração – e adstringentes na pele.

O segundo cliente foi o que mais me surpreendeu. Jovem, com fototipo mais alto, lesões numerosas, hipercromias e cicatrizes hipertróficas.

rotina+estética3Tratei da pele dele – ele foi minha “cobaia” – quando ainda estávamos em módulo de limpeza Facial. Após 5 sessões, sempre otimizando as extrações e desinfecionando a pele, o resultado foi mais animador. 

Neste caso, topicamente ele usava sobre prescrição um sabonete com Ácido Salicílico e, há duas semanas, uma fórmula com Glicólico e Hidroquinona. Assim, a pele estava com controle seborreico normalizado devido aos ácidos.

Na última semana, ele estava com a pele com praticamente 70% da acne controlada, inflamações superficiais, redução visível das manchas e eritemas. A pele estava melhor oxigenada. Sabe aquele tipo de resultado que chama atenção de todos? Assim mesmo.

Infelizmente, encerrando o módulo não poderei acompanhar novas evoluções, provavelmente eles retornarão para procedimentos de clareamento onde poderemos tratar algumas sequelas, provavelmente, dependendo de cada caso, com técnicas de microdermoabrasão e eletrolifting.

Futuramente, publicarei mais  informações da minha rotina. A ideia para o post de hoje era ter fotografado um “antes e depois“, mas não deu. Resolvi publicar fotos dos dois com o rosto “coberto” para manter a privacidade.

Abraços.

Gift Review: Nov UV Shield EX SPF 50+ PA++++ For Sensitive Skin

28 jan

Oi gente, aos poucos eu estou voltando…

Como informei no ano passado, eu ganhei vários filtros solares da Cristiane Semanaka, do Cosméticos Japan. Com o clima “made in Hell” que está fazendo aqui no Rio de Janeiro, já usei todos e mais algum. E olha que não está fácil sobreviver neste calor.

nov+uv+shield+spf50+uv+3

O filtro de hoje foi uma pequena amostra, conferindo aplicação para dois dias.

A empresa farmacêutica Tokywa eu não conhecia, mas é a mesma que produz os produtos da Sana.

Lendo sobre o canal institucional da marca desta resenha, a Nov, percebi que eles desenvolvem cosméticos baseados em dermatologia clínica, ou seja, poderíamos chamá-los de dermocosméticos. Não por menos, a Nov desenvolve produtos desenvolvidos para peles sensíveis.

Nov UV Shield EX SPF 50+ PA++++ For Sensitive Skin  

nov+uv+shield+spf50+uv+2

Alegações: Filtro solar indicado para peles sensíveis, à prova d’água, sem perfume, corantes, álcool e absorventes de raios UV químicos. Frasco de 30 ml.

Pode ser usado por crianças e não precisa de limpador específico para retirá-lo. No Ratizilla diz que é destinado também para peles seca.

Como testei por dois dias, serei – prometo! – bem objetivo e conciso.

Textura: creme, denso, de difícil espalhamento. Não é o tipo de textura que eu gosto de aplicar, porque requer um trabalho demasiado.

nov+uv+shield+spf50+uv+1

A quantidade mostrada na foto acima não foi o suficiente para completar a colher dosadora, mas consegui adicionar duas camadas em toda a face.

Mas foi assim: precisei aplicar por etapas, espelhar bem, reaplicar e, depois, retirar o excesso que fica na raiz dos cabelos. E você precisa espelhar com certa pressão na mão para obter um resultado mais homogêneo.

Ele é similar ao Nivea Sun Protect Mild, por ser 100% físico, e sugiro da leitura sobre ele para ter uma sugestão melhor, só que o Nov requer um pouco mais de trabalho.

Sério, levei o dobro do tempo para aplicá-lo comparado com um outro filtro solar que irei postar, o Sunkiller Clear Water.

Acabamento: A textura apesar de ser em creme, não é pegajosa ou úmida, pelo contrário, achei até “usável” para um produto indicado para peles alípicas. Não ocasionou brilho acentuado à pele, embora por alguns minutos possa parecer oleoso.

Imediatamente a pele ganha uma palidez comum dos filtros inorgânicos, só que depois vai reduzindo.

Diria que o resultado final é similar ao Nivea Sun Protect Mild, em termos de acabamento, nem oleoso ou fosco, toque liso.

Não foi possível reaplicá-lo, porque o produto fica bastante aderente na pele, uma nova aplicação seria complicada para espalhar por ser uma cobertura espessa.

Uma pele com barba levemente cerrada já ocasionaria pigmentos brancos aos pelos.

Não irritou a minha pele.

Resistência (suor/ sebo, água): eu apliquei o filtro às 6 da manhã; às 18 h, ainda estava bastante “seguro”. A pele, junto com uma leve cobertura do pó Naris Up, ficou intacta após horas de aplicação. Nas ocasiões que eu usei, ele não “derreteu” no calor.

Infelizmente, pela pequena amostra não foi possível fazer um teste de fogo: como suar excessivamente, atividades físicas exaustivas, exposição prolongada ao Sol.

E com o calor estressante que faz no Rio, quase não estou saindo com muita frequência no Sol.

White Cast: sim. Levemente mais visível que o Nivea Sun Protect Mild

Pode parecer que está com uma base. Depende muito da luz. Quando me observei numa luz fria, por exemplo, parecia extremamente pálido, mas de uma forma artificial. Acredito que deve ser pela quantidade de Dióxido de Titânio dele.

Oclusivo: sim. Já era de esperar de um filtro “poderoso”. Infelizmente, achei ele oclusivo para os meus poros “problemáticos”.

Makeup base: embora tenha indicação para ser usado como base, particularmente eu achei que ao aplicar um , a pele ficou “pesada”. No final do dia eu sinto que carrega tanto nos poros e linhas, que os destacam ainda mais.

E eu retirei com óleo demaquilante, mesmo não sendo sugerido. Um filtro solar com grande cobertura de filtros inorgânicos eu prefiro não correr risco de obstruir os poros.

Ingredientes: filtros físicos como Óxido de Zinco e Dióxido de Titânio;  vários tipos de silicones para conferir m bom acabamento; sílica; derivado de Alcaçuz, que pode melhorar a sensibilidade da pele, Vitamina E, glicerina e Ácido Hialurônico

É um protetor para quem gosta de uma cobertura visível e que os dermatos adoram.

- Lista Completa de Ingredientes aqui.

O Nov UV Shield EX é um filtro solar que eu indicaria para quem precisa de proteção para exposições extremas, situações como passeios na montanha, neve ou mar.

Pode ser uma boa sugestão para quem sofre de discromias pela excelente cobertura física.

Apesar de ocasionar white cast, tem um acabamento decente e superior aos protetores solares similares no mercando. Lembrando que e um filtro FPS 50+ e PA++++.

Para o dia a dia eu continuo preferindo o Nivea Sun Protect Mild por ser mais prático.

- Preço: aproximadamente 61,90 reais (convertendo de Ienes para o real). 

- Onde comprar: como citei no início, ganhei da Cris e quem se interessar pode entrar em contato pelo site. Não achei link no site, mas ela pode encomendar. Pode ser comprado no Ichibankao. No Brasil, a Vânia costuma fazer encomendas de produtos e teria que conversar com ela.

Gift Review: Paula’s Choice Resist Super-Light Wrinkle Defense SPF 30

27 nov

Na semana passada, conheci uma leitora bastante assídua aqui do blog, a Marta Fleming. Foi num Café, no centro do Rio, num dia – amém – chuvoso. Entre dicas de cosméticos, rituais de beleza, risos, trocamos alguns “gifts”:

paula's+choice+resist+super+light+defense+spf30+1

Ela me presenteou com algumas amostras de produtos da Paula’s Choice e uma colher dosadora para “medir”protetor solar, mas isso irei comentar em outra postagem.

Aliás, cabe ressaltar que a Marta aproveita bastante às dicas da “tríade” e tem uma disciplina espartana de controle do melasma de orgulhar a Meire.

Entre os samples que eu ganhei, aproveitei logo para conhecer o mais recente hidratante com proteção solar da Paula Begoun, porém, será um breve resumo, porque a quantidade só me permitiu uma aplicação: Paula’s Choice Resist Super-Light Wrinkle Defense SPF 30:

Paulas-Choice-RESIST-Super-Light-Wrinkle-Defense-SPF-30-4Resist é uma linha antirrugas da Paula’s Choice indicada para suavizar rugas, atenuar manchas e aumentar o colágeno na pele. É composta por uma gama de produtos como limpador, tônico, esfoliante, hidratantes, clareadores, bases, sérum e protetor solar.

Super-Light Wrinkle Defense SPF 30 é um hidratante, base, anti-idade e filtro solar. Quando eu li a primeira vez sugeri até que poderia ser um BB Cream pela multi-funcionalidade do produto.

Segundo a empresa, é um cosmético indicado para peles normais, mistas e oleosas com sinais de envelhecimento. Sua fórmula, composta com antioxidantes, repara e estimula o colágeno para uma pele mais firme, com redução de linhas e rugas e melhora na luminosidade.

É recomendado também para peles sensíveis, peles que sofrem de rosácea ou vermelhidão, pois além de não conter filtros químicos, é livre de álcool, perfume, corantes,

O cosmético também fornece proteção UV-A e UV-B, graças ao filtro inorgânico Óxido de Zinco, revestido num tom-base que serve para todos as tonalidades, substituindo a sua foundation (base) e prometendo uma textura leve e sem ocasionar oleosidade e espinhas.

Ele é condicionado num tubo de plástico com 60 ml.

Bacanudo tudo que ele promete, não? Mas o que eu achei: a textura parece de um BB cream, é uma loção levemente espessa, bem diferente dos leites fluidos que eu estou acostumado a usar:

Paulas-Choice-RESIST-Super-Light-Wrinkle-Defense-SPF-30-2

Notem na foto acima que ele é um pouco pastoso, como uma base. O produto espalha muito bem e, apesar de ter pigmento, não é complicado de aplicá-lo sobre a pele e ter uma cobertura homogênea.

Aliás, a cobertura dele é muitíssimo leve, porque durante o espalhamento não percebi adicionar cor à pele.

A quantidade mostrada na foto deu para aplicar duas camadas do produto.

De modo geral, eu achei mais prático a aplicação do Super-Light Wrinkle Defense SPF 30 que aplicando um BB Cream (relato isso com base nos cosméticos que eu já testei). 

Explico o motivo: dificilmente eu conseguiria aplicar duas camadas generosas de BB Cream, ou mesmo uma quantidade correta para atingir o FPS descrito na embalagem, porque deixaria a minha pele parecendo um personagem barroco.

Já este hidratante você consegue substituir o seu protetor solar facial por causa da fácil aplicação, permitindo atingir a quantidade de 2 mg/cm².

Inicialmente o Super-Light Wrinkle Defense SPF 30 proporcionou uma consistência bastante úmida, entretanto, após alguns minutos é como se os ingredientesvoláteis tivessem evaporados da pele e o produto ficou mais natural e um acabamento levemente sedoso.

Acredito que a primeira curiosidade sobre ele é se o produto é mate ou fosco. Bom, não irei compará-lo com os filtros japoneses, porque eu não espero nada similar vindo de cosméticos ocidentais, além dele ser apenas um hidratante.

Se fosse compará-lo com um BB Cream, por exemplo, ele seria similar ou até melhor, em vista que todos os que eu conheci eram pegajosos.

Mas na minha opinião, ele é confere uma acabamento bem mais agradável e até “sofisticado” que os hidratantes com proteção solar vendidos no Brasil.

O hidratante, dependendo do grau de oleosidade da pele, pode ter um efeito “neutro” ou “semi mate” mas não achei fosco. Eu diria que ele é “light” como sugerido.

Mas isso depende muito de cada tipo cutâneo, para uma pele mista ou normal, ficaria ainda melhor.

Só que ele não deve segurar a oleosidade por muito tempo e provavelmente deve “derreter” no suor e excesso de sebo, porque mesmo não estando muito quente, a minha pele já brilhava após algumas horas. Nada que um bom não resolvesse.

Eu apliquei ele na área dos olhos – e é indicado também – e aprovei! Queria há bastante tempo usar uma proteção solar com filtros minerais nesta área, mas que não fosse seco ou aderente como os meus filtros solares faciais que eu uso. Achei leve, não ardeu e deve ser espalhado corretamente para não marcar linhas aparentes.

Cor: ele tem um bege-natural que seria indicado para todos os tipos de tons de pele. Na foto abaixo, “tentei” fazer um swatche:

Paulas-Choice-RESIST-Super-Light-Wrinkle-Defense-SPF-30-3Durante a aplicação, ele parece não conferir tonalidade, porém, um tempo depois, quando se “mesclou” com a minha pele, eu percebi que ela estava levemente mais ocre.

Não consegui perceber se “oxidou” após a aplicação, como ocorre com algumas bases e BB Cream. Foi tão sútil que só eu percebi. A Marta não notou adição de cor quando usou o mesmo produto, só que ela utilizou também produtos de maquiagem.

Só que mais uma vez eu achei este produto com cor melhor que os nossos similares, onde até as cores mais “claras”ficam escuras ou rosadas em mim.

Basicamente, a maioria dos reviews que eu li sobre o Super-Light Wrinkle Defense SPF 30, a critica era por ter apenas uma opção de cor, que não contempla peles mais claras ou porcelana.

Eu concordo, se ele tivesse um Bege-light se ajustaria melhor na minha tez

Óxido de Zinco: apesar de ter uma boa quantidade de filtro físico (13% de Óxido de Zinco), a cobertura dele é infinitamente melhor que todos os filtros similares ocidentais que eu já usei. Com menos porcentagem e a pele vira uma “massa corrida“. Infelizmente não tive produto suficiente para avaliar com uma nova camada. 

No FAQs do produto, a empresa afirma que o Óxido de Zinco usado não ocasionará oclusão nos poros.

Ah, ele também tem Óxido de Ferro, que além de conferir pigmentação ao produto, pode proteger a pele da radiação proveniente da luz visível. Indico a leitura desta outra resenha sobre o assunto.

Ingredientes: como todos os produtos da Paula Begoun, ele tem uma lista extensa de ativos.

Tem vários tipos de silicones, como Cyclopentasiloxane e Dimethicones, alguns, tendem a ser voláteis e outros não, por isso percebi uma sensação úmida inicial que depois mudou para algo mais sutil e sedoso.

Sãos estes ingredientes que proporcionam uma acabamento mais refinado ao produto.

O amido de milho hidrolizado e a silica hidrolizada são usados para proporcionar um efeito mais matificante  absorver o excesso de sebo da pele.

Há uma grande quantidade de antioxidantes, como Resveratrol, um polifenol encontrado abundantemente em uvas vermelhas. Teve um período que ele foi tido como o “antioxidante da vez“, mas hoje ele é apenas mais um.

Por ter também ação anti-inflamatória, pode ser encontrado em cosméticos para peles sensíveis e rosácea.

Tem Astaxantina, um antioxidante que merece atenção especial por ser um carotenóide (pigmento vermelho) encontrado em plantas, algas e peixes, como o salmão, e estudos sugerem que ele pode evitar os danos oxidativos da pele pela exposição aos raios solares.

Continuando com a lista de antioxidantes, tem Vitamina E (Tocoferol), Vitamina C (Tetrahexyldecyl Ascorbate), Extrato de Romã (rico em ácido elágico, ainda mais poderoso que o Resveratrol), Quercetin (um flavanóide extraído de plantas) além de ingredientes com ação anti-irritantes.

Para quem sofre de pele com rubor, irritada ou mesmo de uma patologia como rosácea, como  contém antioxidantes e anti-irritantes, atua na redução de inflamações , assim, melhorar o aspecto avermelhado da pele.

- Lista Completa de Ingredientes:

Water, Cyclopentasiloxane, Zinc Oxide, PEG/PPG-18/18 Dimethicone, Dimethicone Crosspolymer, PEG-12 Dimethicone, Resveratrol, Quercetin, Epigallocatechin Gallate, Tocopheryl Acetate, Tetrahexyldecyl Ascorbate, Adenosine, Lauroyl Lysine, Bisabolol , Trihydroxystearin, Salix Alba (Willow) Bark Extract, Punica Granatum (Pomegranate) Extract, Haemstococcus Pluvialis Extract (astaxanthin0, Hydrolyzed Corn Starch, Polysorbate 80, Hydrolyzed Silica, Triethoxycaprylylsilane, C12-15 Alkyl Benzoate, Isopropyl Titanium Triisostearate, Caprylyl Glycol, Hexylene Glycol, Sodium Chloride, Ethylhexylglycerin, Phenoxyethanol, Iron Oxidesembalagem de 60 ml.

E era para ser um testemunho breve…. resumo da ópera:

Super-Light Wrinkle Defense SPF 30 é um excelente produto para quem busca hidratação com proteção solar e um punhado de bons ingredientes. No Brasil eu não teria nada similar para compará-lo.

No MakeupAlley ainda tem poucos reviews, mas está com nota excelente de avaliação.

Eu gostaria de testá-lo em outras ocasiões para uma melhor avaliação. Como eu prefiro usar protetor solar mais aderente, com FPS mais alto, não compararia o Super-Light Wrinkle Defense SPF 30 para uso diário para ser usado na face.

Preciso de algo mais resistente para suportar o calor infernal daqui.

Quem se expõe moderadamente, pode usá-lo como única proteção solar diário. Segundo a empresa, dependendo do grau de exposição solar – menos de quatro horas – ou se ficar o dia todo dentro de casa, não há a necessidade de reaplicá-lo.

Ele custa US $ 27, por 60 ml de produto. É o dobro do preço dos meus filtros solares asiáticos preferidos, mas é também o dobro da quantidade. É um preço justo. 

Entretanto, pretendo adquiri-lo para ser o meu protetor específico para a área dos olhos, porque acho mais dispendioso comprar um específico para esta área, alem de ter pouquíssima quantidade comparado com o Super-Light Wrinkle Defense SPF 30.

- Onde comprar: diretamente pelo site ou na Dermstore. No mês de Dezembro, o site estará com promoções, Free Shiping, free samples. O ideal é pedir para algum amigo que more nos EUA ou outro pais com lojas da Paula’s Choice e encomendar. O frasco de 60 ml custa US $ 27 e o sample US $ 1.oo.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 559 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto:
- nice8 - price6