Arquivos | sérum Feed RSS para esta seção

SK-II: o milagre da Pitera

26 mar

SK-II é uma das muitas marcas da americana Procter & Glambe, presente em quase todos os países. Acredito que qualquer um aqui já tenha usado algum produto da P&G, seja de higiene pessoal, limpeza ou alimentos.

Só para citar entre mais de 300 marcas, como Gillete, Koleston, Oral B, Blondor, Pantene, Hipoglós, Duracell, Vick, Ariel, etc. Ela pode ser comparada à outra grande, a L’Oréal.

Claro que um conglomerado como a P&G teria uma marca japonesa, como a SK-II:

SK-II+produtos1

Haruka Ayase, atriz japonesa e ícone de beleza-mor é a “cara” da SK-II no Japão.

Mas, para apresentar a SK-II, temos que conhecer a seu ingrediente exclusivo e assinatura: a mítica Pitera.

Na busca de uma substância natural de skincare que pudesse proporcionar uma pele mais translúcida, os pesquisadores da marca encontraram algo diferente nesta jornada, após observarem as mãos macias e jovens das operárias numa fábrica de saquê, apesar de já serem idosas e enrugadas.

SK-II+produtos2Como alguns devem saber, o saquê é feito pelo processo de fermentação do arroz. O contato constante das mãos dessas senhoras sobre a água de arroz durante a técnica de fermentação foi a “chave” para tal descoberta.

A título de curiosidade, o ácido Kójico, usando como despigmentante em cosméticos, é uma substancia produzida por um cogumelo e usada na fermentação do arroz durante a manufatura do saquê. Uma receita caseira no Japão para clarear a pele consistia em passar o vinho de arroz no corpo e face. Aliás, no tempo da “vovó”, usar água de arroz também era uma “fórmula” para uniformizar a pele. Mas nem vamos entrar em detalhes porque não vejo embasamento para isso.

E assim, após muitas pesquisas, os cientistas da SK-II encontraram e isolaram a levedura – entre mais de 350 tipos – responsável pela “pele cristalina” e a batizaram de Pitera.

O primeiro produto para a pele da SK-II foi a Facial Treatment Essence, que contém mais de 90% de Pitera, e  mantém a mesma fórmula há mais de 30 anos. O primeiro frasco foi lançado no Japão em 21 de Dezembro de 1980.

Um filme institucional feito pelo cineasta Tom Hooper (“oscarizado” pelo filme O Discurso do Rei) narra tal “descoberta”:

O que seria este líquido milagroso?

Segundo Takashi Yoshii, gerente sênior de Marketing da P&G, Pitera não é um simples extrato, mas uma solução metabólica gerada no processo natural de fermentação, ingrediente único que pode aumentar o ciclo natural de renovação da pele. Aliás, são sete os benefícios da Pitera:

- Aumentar o metabolismo e restabelecer o funcionamento “normal” da pele,

- Repor e reter umidade,

- Corrigir a textura da pele,

- Balancear o nível de pH,

- Controlar a produção de hipercromias e proporcionar uma tez mais clara,

- Equilibrar a secreção de sebo natural,

- Suavizar a pele após exposição solar.

SK-II+beneficios

De acordo com a P&G, a Pitera contém componentes que similares à nossa pele, como Fatores de Hidratação Natural (compostos higroscópicas que atraem água para nossa pele e tem, entre eles, a uréia), proteínas, vitaminas, açucares, ácidos orgânicos, aminoácidos e minerais. Devido a tal característica, a Pitera seria um ingrediente biocompativel, neste caso, por se integrar com a matriz extra-celular da pele. Ela é encontrada em todos os produtos da SK-II.

SK-II+produtos3

A extrato fermentado seria natural até no odor, que não é mascarado sinteticamente com perfume e nem álcool.

Pitera é o nome comercial do Saccharomycopsis Ferment Filtrate/ Galactomyces Ferment Filtrate. Por que dois nomes?

O primeiro nome científico da Pitera foi Saccharomycopsis Ferment Filtrate, mas o atual nome científico é Galactomyces Ferment Filtrate. Cabe destacar isso porque vocês poderão ainda encontrar informações sobre os produtos da SK-II com o primeiro nome e acreditar que se trata de outro fermentado.

De acordo com informações obtidas neste blog, durante esforços contínuos da SK-II para entender melhor o fermento que é utilizado para fazer a Pitera, o ingrediente foi analisada por uma empresa européia e, durante análise genética da levedura, descobriu-se que a mesma pertencia ao gênero Galactomyces e não ao Saccharomycopsis. Por isso ocorreu uma atualização na nomenclatura na rotulagem. Mas, ainda segundo a empresa, o ingrediente continua inalterado até hoje.

Enquanto estava pesquisando sobre o ingrediente fermentado, encontrei informações de estudos com ambos os nomes.

Neste primeiro estudo, Pitera (Galactomyces Ferment Filtrate) pode ajudar a fortalecer a função de barreira da pele.

Segundo a presente pesquisa, ela teria vários efeitos benéficos, como, por exemplo, efeitos antioxidantes e indução da produção de Ácido Hialurônico nas células epidérmicas, concluindo que poderia proteger a pele contra danos, como ressecamento e estresse ambiental.

Neste outro estudo, Pitera (Saccharomycopsis Ferment Filtrate) teria ação anti-inflamatória e citoproterora, mostrando capacidade para bloquear a resposta inflamatória, tal como a produção de óxido nitrico inflamatório em macrófagos, que são células fagocitárias. Na pele, elas atuam na cicatrização, digerindo células e proteínas estranhas, para restabelecer o funcionamento.

A grosso modo, o fermentado poderia “acalmar” e proteger a pele de ações oxidativas e inflamatórias ocasionado por agentes externos (danos induzidos pelos raios UVs, ações climáticas, etc…) recuperando, inclusive a pele, de queimaduras solares ou securas ocasionadas pelo frio extremo.

Na verdade, essas evidências não suportam tudo que a SK-II alega para o “milagre” da Pitera. Um ingrediente multifuncional como Niacinamida; ou um anti-irritante como Pantenol e Alantoina poderiam ter resultados iguais? Talvez. Além do fermentado, a marca também trabalha com outros ativos que se assemelham à outra marca da P&G, Olay.

A Sônia Abrão dos cosméticos, ops, Paula Begoun, acredita que é extremamente marketeiro o glamour da Pitera/ SK-II. Ela “detona” os produtos em várias reviews.

Porém, como qualquer “milagre”, é preciso ver para crer, ou melhor, experimentar.

Quem usa há bastante tempo comprova tudo que se fala da SK-II. São depoimentos apaixonados e apaixonantes. Quando me deparei com esse mundo SK-II, pensei: “por que só agora fui conhecer?”.

Não obstante, a marca oferece vários trial-sets para que o consumidor possa conhecer e observar os resultados entre 7 a 14 dias.

Cada set pode trazer a Facial Treatment Essence (75 mL), a Clear Lotion (40 mL), uma peça de máscara e um pacote com 30 algodões:

SK-II+produtos5

Outros:

SK-II+produtos4

A empresa alega que, durante esse curto período, é possível mediar à eficácia da Pitera, sugerindo o uso da sua principal fórmula, a Facial Treatment Essence: melhora na hidratação, textura e maciez, proporcionando um brilho mais saudável e translúcido.

Have you started on your Miracle Journey yet?

SK-II+produtos6

Prateleira da SK-II.

SK-II Facial Treatment Essence:

SK-II+facial+treatment+essence

Frasco: 30 mL.

É o bestseller da marca e tem a maior concentração de Pitera, logo, as alegações são tudo que vocês leram  até aqui sobre o extrato fermentado: ajuda a equilibrar o ciclo de renovação natural da pele, nutrir, hidratar e controlar o sebum.

Recomenda-se usar a quantidade de uma colher de chá e espalhar, com as mãos, sobre toda a face e pescoço ou com algodão embebido com o produtoSK-II+essence1

Pode ser usada sozinha, duas vezes ao dia, aplicado até na área dos olhos, ou em conjunto com a Clear Lotion, para melhores resultados.

SK-II+algodão

Almofadas de algodão: macia, não se desfaz durante o uso e não “arranha” a pele.

Indicado para todos os tipos de pele, sem diferença de idade.

É tão líquida, incolor e suave (quase zero de viscosidade que seria desnecessário fotografar), sem proporcionar nenhum tipo de sensação pegajosa, alguns poderiam associar a sua característica como a de uma água termal.

Perfeita absorção, mas ao tocar a pele você percebe uma maciez única. O primeiro registro do produto na pele é esse toque, seja durante ou depois.

Os produtos posteriores deslizam melhor. Aliás, foi uma comparação acima infeliz, porque eu não vejo nada demais na pele quando aplico água termal – opinião subjetiva – em comparação com a Essence, é um sentimento visível.

Como comentei, não tem perfume, apenas o odor natural do produto, algo fermentando, mas incrivelmente suave e sutil.

Não causou nenhum tipo de irritação. Eu aplico até ao redor do orbicular dos olhos. Talvez porque a Pitera tem a capacidade de se adaptar à pele.

A Essence é a chave de entrada para os outros produtos, dependendo de cada problema (manchas, desidratação, rugas…).

Pode parecer “placebo”, mas é uma água que parece ocasionar algum tipo de efeito sensorial. Até uma sensação refrescante eu sinto quando aplico. Deve ser toda essa “mítica” por trás do produto. Eu uso como uma lotion, logo após a higienização. Algumas vezes na semana eu aplico após a Clear Lotion.

Comecei a usar no final de Novembro e continuei, conforme fui ganhando gifts. O que me chamou a atenção foi como “recuperou” a minha pele após uma limpeza profunda. De cara, senti que a mesma, com um aspecto mais áspero, ganhou maciez.

Também tenho ouvidos elogios por causa da face mais clara, mas não posso afirmar que foi por causa da Essence, pois no mesmo período eu descontinuei o uso de Retinoides na minha pele.

Teve uma noite de carnaval que eu “preparei” a pele usando a Essence e a Clear Lotion e, após uma virada turbulenta de festa, a pele não estava nem um pouco fadigada. É uma “água benta”, gente.

- Lista de ingredientes:

Galactomyses ferment filtrate (Pitera), Butylene Glycol, Pentylene glycol, water, sodium benzoate, methyl paraben, sorbic acidFrascos de 75 mL/ 150 mL/ 215 mL/ 325 mL.

SK-II Facial Treatment Clear Lotion:

SK-II+clear+lotion2

Frasco: 30 mL.

Indicado para ser usado como um “tônico”, antes da Essence, pois potencializa a absorção. Como ele tem, além da Pitera, AHAscido Málico, Cítrico e Láctico) e Ácido Salicílico, ajuda a refinar o estrato córneo, removendo as células mortas. É como uma loção “wipe-off”, como, por exemplo, a “clarifying” da Clinique (Passo 2).

Textura líquida, transparente, inodora. Ainda menos viscosa que a Essence. Absorve rapidamente, sem deixar vertígio pegajoso, “some” na pele.

Indicação de uso: umedecer um algodão e aplicar sobre a face e pescoço. 2 vezes ao dia:

SK-II+clear+lotion1

O ideal seria usar todos os dias para observar os resultados de uma pelecristal clear” em suas cinco dimensões: clara, firme, suave, radiante e fina, ou seja, cristalina.

Mas eu prefiro usar em dias que não aplico outros ácidos. Porque, apesar de ter uma porcentagem baixa de ácidos, a loção esfolia suavemente a pele. Acredito que usando conforme indicação do produto, o resultado deve ser incrivel.

Vamos lá:  a pele fica com um toque suave, percebi redução de comedões, ou melhor, amoleceu alguns que foram por água abaixo durante a higienização matinal.

O Pedro, do Cosme Asiacomentou num tweet que o mesmo ocorreu com um milium após o uso diária com a Clear Lotion.

Outro efeito notado é o controle da oleosidade. Quando aplico, percebo que o brilho tarde a aparecer, mas pela manhã, ainda observo o efeito e sem gerar rebote. Fiquei impressionado, porque é uma “água” de produto, sem álcool ou ingredientes que absorvem o sebum.

Não resseca ou irrita a minha pele, mas, como afirmei, não uso combinado com meus ácidos noturnos. Confesso que a combinação dela com o Essence já bastaria na minha rotina noturna, porque gera um equilíbrio de oleosidade e hidratação. Diria que é assim que eu cuido da minha pele para qualquer ocasião onde desejo aparecer com a pele notável.

Além de uma boa concentração de Pitera, tem agentes umectantes (Butylene Glycol , Glicerina e Ácido Hialurônico) que ajudam a prevenir a perda de água para om meio externo, além do mix de ácidos queratolíticos (AHAs e BHA), aumentando a capacidade da pele de absorver ativos.

Excelente, prático e eficaz produto.

- Lista de Ingredientes:

Water, Galactomyses ferment filtrate (Pitera), Butylene Glycol, Polysorbate 20, Glycerin, Sodium Hyaluronate, PEG-150, Cellulose Gum, Disodium EDTA, Citric Acid, Salicylic Acid, Lactic Acid, Malic Acid, Sodium Citrate, Sodium Benzoate, MethylparabenFrasco de 150 mL.

E ainda não acabou. Eu avisei que a postagem de hoje seria longa e eloquente.

SK-II Skin Signature Mask 3-D Redefining Mask:

SK-II+mask+3d2

Embalagem com duas peças.

A melhor máscara hidratante que eu já usei. Apenas!

Eu ainda não tinha experimentado as máscaras 3D, que se ajustam perfeitamente à pele. Diferentes das que eu resenhei, esta é dividida em duas partes: superior e inferior de face. Outra diferença é que, ao invés de soro líquido, a máscara SK-II é rica em gel-serum.

A SK-II foi uma das primeiras marcas do mundo a lançar máscaras faciais e a inovar com o conceito de máscaras com duas peças, visando atender diferentes necessidades e particularidades do rosto e a introduzir máscara de material elástico para dar efeito lifting, inclusive, especificas para o contorno dos olhos.

Alegações: ajuda a melhorar a textura da pele e proporcionar firmeza e brilho radiante.

SK-II+mask+3d3

Embalagem aberta: peça envolta em serum.

Modo de usar: higienizar a pele, aplicar a Clear Lotion e a Essence. Logo em seguida, utilizar a máscara por 15 minutos.

Como comentei nesta resenha, as mascaras asiáticas complementam o ritual de skincare, usadas após as etapas de limpeza e tonificação, e completadas com agentes mais umectantes e anti-age.

Você não precisa retirar o excesso com limpador, pelo contrário, basta massagear o resíduo que ainda não foi absorvido e pronto.

SK-II+mask+3d4

Duas peças: superior e inferior de face.

Primeiro usei a parte superior e justei na face. Depois conclui posicionando a outra metade:

SK-II+mask+3d1

É feito de um tecido similar a um plástico que você “abre” sobre a pele. Tem que esticar levemente para fixar no rosto. O fato de ser dividido em duas partes permite melhor ajuste. Tecido confortável e que aderiu melhor que as outras máscaras:

sk-iimask3d61

Selfie macabro.

Tem um gel-serum levemente espesso. O bacana que, diferente das máscaras que são “embebidas” em loções ou soros líquidos – que podem escorrer – está não requer tanto cuidado para aplicar:

SK-II+mask+3d5

Textura: gel-serum rico em Pitera, Niacinamida, óleo de Oliva e Jojoba.

E quando retira a máscara? Senhor, mesmo após grande parte ter sido absorvido durante o uso, a pele ainda está bastante úmida e precisa massageá-la – por vários minutos – para complementar a sua função.

Fica uma sensação agradável, como se tivesse uma película hidratante sobre a pele.

Vejam, como ainda sobre bastante conteúdo na embalagem. E o que eu fiz? Aproveitei para hidratar a área dos olhos e pescoço:

SK-II+mask+3d7

Conteúdo interno permitiu aplicar na área dos olhos e pescoço.

É tratamento de “choque”, porque, nossa, nunca tinha usado uma máscara incrivelmente hidratante (“gorda”,entendem?). Imediatamente a pele ganha maciez e viço. O efeito tensor sugerido pela empresa eu não observei, mas eu não tenho flacidez tissular.

No dia seguinte, a pele ainda se manteve muito, mas muito macia mesmo.

Não sofro de ressecamento, no máximo, imediatamente após a higienização, a pele fica com as funções “normais”: oleosidade e hidratação equilibradas.

Minutos após, aumenta só a oleosidade. Se eu tivesse uma pele desidratada, com linhas visíveis de ressecamento, poderia ter um resultado mais expressivo.

Vocês podem complementar com outros cosméticos, mas eu preferi não interferir no resultado e mantive apenas o “básico” para manter a pele com um toque sedoso.

E, como os produtos anteriores, não irritou em nada a minha pele reativa.

Já tinham me alertado que, após experimentar essa “iguaria”, eu ia me tornar mais exigente com produtos similares. É verdade, (ainda) não consigo imaginar nada superior à SK-II Skin Signature Mask 3-D. Já pode desejar para sempre?

Além da “assinaturaSK-II, Pitera, ela tem Niacinamida; vários ingredientes umectantes (Glicerina, Butyleneglycol e Pantenol); extratos e óleos vegetais (Jojoba e Oliva). Ou seja, é uma máscara que vai proporcionar hidratação tanto por efeito oclusivo quanto umectante. Perfeita porque pode fortalecer a função da barreira e melhora a capacidade da pele de atrair e reter umidade. Hidratação intensa.

- Lista de Ingredientes:

Water, Galactomyses ferment filtrate (Pitera), Glycerin, Dipropylene Glycol, Niacinamide, Pentylene Glycol, Butylene Glycol, Acetyl Glucosamine, Isopropyl Isostearate, Isohexadecane, Panthenol, Tocopheryl Acetate, Phytosteryl/Behenyl/Octyldodecyl Lauroyl Glutamate, Olea Europaea (Olive) Fruit Oil, Simmondsia Chinensis (Jojoba) Seed Extract, Sodium Lauroyl Glutamate, Tocopherol, Polysorbate 20, Acrylates/C10-30 Alkyl Acrylate Crosspolymer, Pvp, Sodium Peg-7 Olive Oil Carboxembalagem com seis unidades.

O que posso escrever além de uma mega resenha apaixonada? Que a SK-II salvou o meu verão, pois nunca vivenciei essa estação com uma pele tão “tranquila” e bonita.

Recebo elogios diários de estranhos e clientes no curso sobre a pele clara e lisa. E num perídio onde o meu regime de cuidados foi o mais minimalista possível.

Endosso tudo que eu i sobre a “água milagrosa“, desejo que a Paula Begoun caia num tonel de Pitera e tenha uma Epifania assim como eu. De certo vou entrar no clube “lunáticos SK-II“.

Para ter uma ideia, na @Cosme, a Make up Alley japonês, a Facial Treatment Essence está, até agora, com 4.5 de cotação e tem 7.117 reviews. Tem relatos de pessoas que usam há 8, 10 anos e afirmam que os resultados são progressivos.

Contudo, já informo, são produtos dispendiosos. A SK-II ($K-II?) é uma marca  high end da Procter & Glambe

E os relatos apaixonados viram decepções quando não se consegue manter nos cuidados de skin care. Apostos que muitos leitores vão reagir igual

Todos os produtos podem ser comprados em países do ocidente, ou seja, para quem tem dificuldades com compras asiáticas, todas as informações são encontradas em sites em inglês. São encontrados na Sephora.

Cate Blanchett (não preciso apresentar) é a embaixadora global da marca. Dizem que  a pele dela “pré-Oscar” foi preparada com SK-II:

Cate+Blanchett+SK-II

A dica da estrela: colocar a Essence num spray e borrifar sobre a pele, mesmo com make up. E ela gosta também de manter o frasco no refrigerador para aliviar a pele (nota: tenho observado que várias japonesas amam colocar suas loções na geladeira e eu, agora, faço o mesmo).

E se vocês acham que terminei, esperem até eu apresentar outra marca que também já me conquistou: Lunamer.

Agradeço à Makie por ter me enviado generosas gifts dos produtos - e generosas também são as amostras, sem puxa-saquismo, mas a SK-II sabe como agradar o cliente ou futuro cliente – e digo que ela “criou um monstro” por causa disso…. rs

Gostaria muito de ler outros depoimentos se vocês já usaram algum produto da SK-II.

- Onde Comprar:

Na Makie Cosmetics tem a Facial Treatment Essence e outro produtos da SK-II, inclusive um trial-set. Os preços podem varias conforme a quantidade do produto. Tem na Sephora americana, como já comentei. Podem ser adquiridos também no próprio site da SK-II,disponível nos EUA, Reino Unido, Japão, Malásia, Ásia, Austrália, etc. No Amazon e Ebay há inúmeros vendedores anunciando o “universoSK-II, a ponto de comercializarem até gifts, como samples com frascos de 10, 30 mL.

- Preços:

Facial Treatment Essence pode variar conforme a quantidade por frasco, entre U$ 100.00 (75 mL) a  U$ 275.00 (325 mL). Facial — Treatment Clear Lotion tem o valor médio de U$ 60.00 (150 mL). Skin Signature Mask 3-D Redefining Mask custa U$ 145.00 (seis unidades).

Nature Republic Whitening Collagen Dream Mask Sheet

24 nov

A Nature Republic é empresa de cosméticos coreana que utiliza matérias-primas naturais de vários lugares do planeta. O brand da empresa é “cosméticos que contém o poder da vitalidade da natureza e do universo“. A assinatura da marca é a Água MD (Miracle of Medication) que é extraída de várias regiões.

nature+republic+mask1

A Makie enviou-me alguns gifts e, entre eles, ganhei uma máscara da empresa, a Whitening Collagen Dream:

nature+republic+mask2

As máscaras japonesas são feitas de tecidos maleáveis que se adaptam à face, contém uma grande quantidade de sérum, ou seja, eles vêm embebidas dentro da embalagem ou sachê. No caso desta, tem 20 ml de essência/ sérum.

O indicado pela empresa é usá-la com o rosto limpo e após uma lotion (tônico) e o sérum. Eu até poderia incluir uma leve esfoliação na pele, removendo as células mortas e facilitando  a penetração dos ativos no estrato córneo.

Após esse “ritual“, fixe a máscara sobre o rosto. O tecido costuma ser bem fino e eu tenho o cuidado para não rompê-lo, porque a máscara é condicionada na embalagem toda dobrada:

nature+republic+mask3

Pronto. Basta adaptá-la ao formato da sua face. No meu caso, deu perfeitamente.

Deixe-a sobre o rosto por 10 a 15 minutos.

Eu amo a sensação dessas máscaras na pele. A Whitening Collagen tem um “soro” mais agradável, sem ficar muito viscoso sobre a pele e achei até refrescante (provavelmente porque tem alguns agentes, como Aloe Vera e Hamamelis).

Pensei até em colocá-la por alguns minutos na geladeira para proporcionar uma melhor percepção.

A fragrância é bem suave e agradável,  na minha opinião lembra cheiro de produtos para cabelo.

Eu aproveito esses minutos para criar uma “terapia relaxante“:  reduzo a luz do ambiente, coloco um incenso ou óleo essencial no difusor, escuto um Michael Bublé no Ipod e descanso.

No final retiro a máscara e massageio levemente o líquido sobre a pele para ajudar na absorção. Concluindo a etapa, a pele está “saturada” de ingredientes umectantes e pronta para receber outros ativos.

A chave para ter melhor aproveitamento dos seus cosméticos antirrugas é ter uma pele limpa de células mortas e com hidratação na medida.

A lista de ingredientes é tipica dessas máscaras japonesas, ricas em ingredientes umectantes, como glicerinabutileneglycol. Entre os primeiros ingredientes tem a minha “vedeteNiacinamida.

Ainda contém um derivado de Ácido Hialurônico (Sodium Hyaluronate), Extrato de Chá Verde, Vitamina C (Magnesium Ascobyl Phosphate), Extrato de Licorice (Dipotassium Glycyrrhizate), Hamamelis, Aloe Vera, Colágeno Solúvel, entre outras extratos.

- Lista Completa de Ingredientes:

Aqua, glycerin, 1.3-butylene glycol, niacinamide, peg-60 hydrogenated castor oil, sodium hyaluronate, methyl paraben, camellia sinensis leaf extract, portulaca oleracea extract citrus aurantium dulcis (orange) fruit extract, soluble collagen, hamamelis virginiana (witch hazel) extract, aloe barbadensis leaft extract, carbomer, allantoin, betaine, phenoxyethanol, triethnolamine, magnesium ascorbyl phosphate, dipotassium glycyrrhizate, disodium EDTA, fragrance - pack com cinco sachês.

Quando usei, eu estava com a pele bastante áspera devido a uma limpeza de pele e passei vários dias apenas hidratando-a, sem aplicar ácidos. Gostei do aspecto que a minha pele ficou logo após a aplicação da máscara, porque ela estava mais macia e levemente mais “calma“. E se manteve assim até o dia seguinte.

Para melhores resultados, é sugerido usá-la de 2 a 3 vezes na semana.

Claro que o resultado final foi melhor pelo fato de ter aplicado uma boa camada de hidratante para “selar” o efeito.

Eu usei poucas máscaras japonesas até hoje, mas recompraria a da Nature Republic pela sensação agradável de usá-la. Quero conhecer outras com Niacinamida e Chá Verde entre os ingredientes e com a temperatura subindo aqui no Rio, aplicar uma produto assim é um bálsamo.

Para concluir, tenho uma postagem antiga onde comentou melhor sobre as máscaras asiáticas e cito sugestões.

Agradeço a Makie pelos presentes!

- Onde comprar: a minha foi uma cortesia da Makie, ela tem um blog de revenda e tem inúmeras opções de máscaras. Os valores podem variar conforme a marca e a quantidade. Ela tem caixas com 30 máscaras da Kosé por R$ 27,00. Eu não encontrei da Nature Republic no blog, mas no Ebay é fácil de achar.

Gift Review: Innisfree The Green Tea Seed Serum

13 out

Como falei no meu post anterior, ganhei várias amostras ou gifts e pretendo descrever sobre cada uma delas. Lógico, utilizando uma ou duas vezes, só poderei fazer um breve depoimento, mais focado na textura, sensação, ingredientes, possíveis reações adversas, o mais simples.

innisfree+green+tea+serum6Iniciando, hoje vou relatar sobre o Innisfree The Green Tea Seed Serum:

innisfree+green+tea+serum4Este sérum faz parte da linha The Green Tea Seed, composta por espuma e óleo de limpezasérum, tônico,loção, creme para área dos olhos, creme facial, entre outros.

Vem em fraco com 80 ml e válvula pump. O Pedro me enviou uma amostra:

innisfree+green+tea+serum1Alegações: soro antioxidante-hidratante que cria uma pele úmida e luminosa. Conta com sementes de Chá Verde, colhidos na Ilha de Jeju, além de outros ingredientes hidratantes que promovem maior síntese de umidade e nutrição nas camadas da pele.

Indico a leitura de outro produto da marca, onde comento melhor sobre a filosofia da empresa e o seu padrão Eco-friendly.

Pode ser usado até seis meses após ser aberto.

A textura é daqueles enigmas da cosmética asiática: hiperbólica sensação. É um sérum não-siliconado? É um gel aquoso? Ou uma loção viscosa? Tudo? Nem consegui captar a imagem direito por causa dessa transparência e leveza:

innisfree+green+tea+serum2Quando você aplica, espalha tão bem, mas você acha que vai deixar umidade. Em menos de dois minutos, voilà , absorveu maravilhosamente. E o que resta? Uma película com toque sedoso, sem pegajosidade. Aprovado!

Apliquei logo após a limpeza – sim, este sérum é indicado para ser usado como o segundo passo, seguido do tônico (uma lotion típica), loção (que seria algo como um emulsão), um outro sérum, sem indicação, creme para a área dos olhos e creme facial (duas opções para quem busca leve ou maior hidratação) e máscara (packs).

Particularmente eu optaria apenas pelo sérum e pela loção (emulsão):

innisfree+green+tea+serum3

Instantes depois, “selei” com o Hada Labo Goku-jyun Milk. Minha pele “casou” tão bem com essa combinação, ficou com um toque tão sutil e senti que estava mais livre do rubor pós-limpeza. Pode ter sido uma epifania, mas realmente observei uma tez mais clara.

Fico imaginando como deve ser usando-o em conjunto com o creme da mesma linha (resenha breve também).

Sabe quando você deseja com afinco ter mais dele?? Foi isso!

Sobre os ingredientes, o primeiro da lista é o Extrato de Chá Verde Orgânico (77,2%), além disso, conta com óleo de Semente de Chá Verde (100 mg), extrato de Cacao, Niacinamida, D-Pantenol, Biosaccharide, Extrato de Camélia Japonesa,  betaína, ou seja, bastante antioxidantes, reparadores da função da barreira cutânea, anti-irritante e umectantes.

Mas o que me interessa mesmo é a grande quantidade de Chá Verde: rico em polifenóis, fonte de antioxidantes, pode proteger a pele contra a radiação ultravioleta (UV-B) e , tem ação anti-inflamatória e anticancerígenas (fonte).

No site tem a lista completa de ingredientes, mas está em coreano. Quem quiser, tem disponível a embalagem em inglês.

Como todos os produtos da Innisfree, este sérum segue o padrão 4 free system: livre de ingredientes de origem animal, óleo mineral, corantes e parabenos. Mas contém álcool como terceiro ingrediente (não consegui perceber na pele) e fragrância (odor natural, mas muito sutil, de Chá Verde).

- Onde comprar: na Sasa tem por US$ 30.20. No Ebay pode ser encontrado por US $22.57. No Brasil, a Vânia revende vários produtos da Innisfree e aceita encomendas. O frasco tem 80 ml e pode render por uns bons quatro meses ou mais!

Gostaram da mini-resenha? Até quando “tento” escrever pouco sai algo extenso.

Olay White Radiance Pristine White Essence

30 set

Olá. Estou um pouco ausente porque iniciei no início do mês uma especialização em Estética e Beleza, tenho aulas diárias para me aperfeiçoar nas técnicas de limpeza de pele, hidratação, clareamento, cauterização, massagem facial e outras especialidades. Ano que vem pretendo dar continuidade ingressando numa pós em Cosmetologia.

O Guilherme Lopes, muito gentilmente, enviou-me algumas resenhas da linha Olay White Radiance, já comentada no post passado.

Olay-White-Radiance-serum1

  A linha completa é bem oriental, formada por espuma de limpeza, softener (loção típica asiática, usada para suavizar a pele após a higiene e criar um ambiente “úmido” para receber os outros tratamentos), sérum ou essence,  cremes e loções para o dia/ noite, proteção solar, etc:

Olay-White-Radiance-serum4Para quem já se familiarizou com a rotina de cuidados da pele dos japoneses, principalmente a técnica de camadas (layering) nem estranhará tantos produtos. Tenho um post sobre isso bastante detalhado.

Curiosidade: além de todos os produtos usados, os japoneses são diferentes nos seus cuidados para preservar a pele e, não por menos, encontramos, por exemplo, sugestões de como aplicar cada cosméticos (usando técnicas de massagem facial), beber água para hidratar a pele e, pasme, usar máscara em ambientes externos:

Olay-White-Radiance-serum5Ah, estou preparando novas resenhas dos produtos que eu recebi, só uma prévia:

- Etude House Real Art Cleansing Oil Light: óleo de limpeza para peles oleosas, conta com óleo de lavanda e laranja. Para quem ainda duvida que óleo não é indicado para peles lipídicas, esse óleo conseguiu até ressecar meu rosto.

- Innisfree Green Barley Powder Wash: espuma de limpeza em pó, com Chá Verde e enzima. Higieniza a pele e remove células mortas.

- Hada Labo Goku-jyun Milk: leite hidratante que promove umidade à pele sem engordurá-la. Já é um dos meus hidratantes preferidos, junto com o Aqualabel White Up Emulsion S.

- Tend Skin Liquid: a famosa loção americana para foliculites, pelos encravados e irritação pós-barba e depilação, agora no Brasil. Recebi um frasco para testar e, apesar do conteúdo alcoólico, o produto funciona que é uma beleza!

novos+produtos

Então, vamos a mais uma resenha do Gui:

Dando continuidade a resenha do sérum Olay White Radiance CelLucent™ Intensive Brightening Serumhoje resenho outro produto da linha White Radiance: o Olay White Radiance Pristine White Essence:

olay+serum

Eu adquiri esse produto na Bonjour.hk há algum tempo e parece que agora não tem mais em estoque, mas alguns vendedores ainda disponibilizam no Ebay.

Procurei por esse sérum no site da Olay de vários países, mas em nenhum deles a embalagem e a lista de ingredientes batem com a que eu tenho (até o nome do sérum mudou), então acho que o produto sofreu uma atualização.

Nota: o novo produtoWhite Radiance CelLucent™ White Essence

Olay-White-Radiance-serum2

Alegações (tirei da embalagem):  Desde a primeira aplicação a pele fica mais suave e iluminada

Em quatro semanas, reduz manchas e trata o tom desigual da pele.

Com ação de clareamento duplo em um mecanismo conta-gotas especialmente desenhado para aplicação nas áreas-problema.

Para uma pele naturalmente iluminada, sem medidas drásticas como peelings e microdermoabrasão.

Um sérum com marketing voltado ao clareamento de manchas e uniformização do tom da pele. É a opção de sérum siliconado da linha White Radiance, que também tem um sérum aquoso, o Olay White Radiance CelLucent™ Intensive Brightening Serum, já resenhado.

Lista de Ingredientes:

water, cyclopentasilixane, hexyldecanol, niacinamide, pentylene glycol, butylene glycol, inositol, nylon-12, panthenol, phytosteryl/octyldodecyl lauroyl glutamate, boron nitride, polysorbate 20, tocopheryl acetate, dimethicone/ vinyl dimethicone crosspolymer, acrylates/c 10-30 alkyl acrylate crosspolymer, phenoxyethanol, peg-11 methyl ether dimethicone, polyacrylamide, benzyl alcohol, undecylenoyl phenylalanine, aminomethyl propanol, c 13-14 isoparaffin, disodium edta, sodium benzoate, xathan gum, laureth-7, ascorbyl glucoside, fragrance.

O que destaco: Niacinamida (vitamina B3). O ingrediente predileto da Olay e meu também. É um auxiliar no clareamento de manchas além de exercer diversos outros benefícios muito bem documentados pra pele. O Nando já falou bastante sobre a Niacinamida no Vanity Pills.

Substâncias hidratantes: Inositol, Pantenol, Hexildecanol, Propilenoglicol.

Conta também com silicones (Ciclopentasiloxano e Dimeticone), além de antioxidantes, como a Vitamina E (na forma de Acetato de Tocoferol) e um derivado da Vitamina C (Ascorbyl Glucoside). O Nando também já comentou sobre este derivado aqui.

Nota: na versão atual, o produto não conta mais com Pantenol e Vitamina E, mas manteve uma boa porcentagem de Niacinamida, além do derivado de Vitamina C. Continua siliconado e inseriu silica, provavelmente o acabamento deve ser mais primer.

Embalagem: Frasco com conta gotas num plástico resistente e opaco, que protege o produto da incidência de luz. Tem uma abertura superior pequena por onde se insere a cânula, que também é de plástico. Vem com 40 mL.

Não gosto de frascos conta-gotas para cosméticos. Acho pouco prático porque você corre o risco de derrubá-lo aberto e perder o produto.

Eu também sempre esqueço e aperto o bulbo com a cânula inserida no frasco e acabo injetando ar no produto, o que não é legal. No começo eu achava esse tipo de frasco bonitinho, porque parecia que eu estava aplicando uma poção mágica na pele, até o dia em que derrubei um frasco aberto do Sérum 10 da Skinceuticals no chão do banheiro. Perdi mais da metade do frasco.

Textura: Branco, leitoso. Tem textura de sérum ocidental. Ao toque, lembra um Repairwear Laser Focus da Clinique. Bem siliconada, sabe? Tem ótima espalhabilidade. Uso um pump e meio pro rosto e pescoço:

Olay-White-Radiance-serum3

Em cima: a emulsão da linha Moistgen Essential da IOPE, que é uma emulsão mais firme. À esquerda: o Olay Total Effects para o dia. À direita: a emulsão da linha Aqualabel da Shiseido na versão Rich, que é tão fluída quanto o sérum da resenha, que está embaixo.

A fragrância é floral, cítrico. É sutil e desaparece rápido. Lembra o cheiro de um sabonete genérico que minha avó deve ter na pia do lavabo da casa dela neste exato momento.

Na pele, ele a deixa levemente úmida e depois some. Então fica uma hidratação muito, muito discreta e um efeito alisador também discreto. Pra mim, que gosto de pele bem hidratada, a sensação é de que eu não passei nada. Nadinha.

Comecei usando o produto no rosto e pescoço em dias alternados com o outro sérum da linha que já resenhei, o Olay White Radiance CelLucent™ Intensive Brightening Serum, mas aos poucos fui me afastando dele por causa do efeito “nada” que ele dá na pele.

Hoje em dia ele está jogado pra escanteio na minha rotina e uso ele uma vez por semana como ato de misericórdia.

Rendimento: O meu frasco tem dois meses e parece que não está nem na metade, mas é porque ele tá jogado pra escanteio, né? Pra alguém que use diariamente no rosto e pescoço acredito que deve durar uns 3 meses, mas é chute, tá?

Efeitos: De positivo, nada que eu tenha notado. Eu estou com a impressão de que esses dias ele me deu uma espinha na testa (a área mais problemática do meu rosto). Nunca senti nenhuma ardência com ele na região dos olhos, nem após o barbear.

Não testei esse sérum como primer para maquiagem, mas como ele não hidrata legal, não alisa a pele bem, nem segura a oleosidade de forma favorável, acredito que não preste muito pra isso (nossa, agora escrevendo essa resenha eu tô achando esse sérum mais sem graça ainda…).

Vou recomprar? Não! Acho que a Olay tem séruns muito mais interessantes que esse.

Resumindo:

O que é? Outro sérum com proposta de clarear a pele.

Funciona? Difícil de avaliar porque eu não tenho manchas na pele e também não usei o sérum com a frequência necessária pra obter algum efeito positivo. Mas eu apostaria que não funciona tão bem quanto o outro sérum da linha.

Onde comprar? Comprei na Bonjour.hk, mas parece que saiu de estoque. Tem no  Ebay também.

Quanto vem? Frasco de 40 ml.

Quanto custa? Na casa dos 20 dólares.

Se esse sérum realmente sofreu uma atualização, eu espero que a Olay tenha mudado um pouco a textura e o efeito que ele dá na pele. Esse produto deveria ter alguma característica mais marcante, como um efeito primer menos discreto, ou um efeito regulador de oleosidade, ou hidratante, enfim, enfim, porque perto do outro sérum da linha, o Olay White Radiance CelLucent™ Intensive Brightening Serum, essa versão é dispensável.

Agradecendo, mais uma vez, ao Guilherme pela colaboração.

Olay White Radiance CelLucent™ Intensive Brightening Serum

20 set

Saudações. Hoje tenho uma novidade: a resenha não será minha.  O texto publicado é do leitor Guilherme Lopes, que muito gentilmente se ofereceu para descrever sobre o produto após algumas trocas de mensagens no blog.

olay+radiance+serum

Acredito que todos nós sairemos ganhando com isso. Ele caprichou nos detalhes, enviou fotos e nos apresenta um excelente cosmético.

Primeiramente, o Guilherme, para que todos possam conhecê-lo melhor, tem a pele fototipo III, com oleosidade na zona T (alguns poros mais visíveis e espinhas ocasionais) e áreas externas mais secas. Ele não descreve a pele dele como sensível, mas requer cautela com ácidos e pode ruborizar nas maçãs.

Mediante isso, vamos ao que interessa:

Para se inserirem no mercado asiático, as marcas de cosméticos ocidentais têm de se adaptar aos costumes do público oriental e isso, geralmente, significa a criação de linhas inteiras de produtos.

É nesse sentido que a Olay (uma marca da americana P&G) oferece uma linha grande de produtos com marketing voltado para o clareamento da pele apenas em países da Ásia.

A linha chama-se White Radiance e conta com espuma de limpeza, tônico, sérum, creme hidratante para o dia, creme para a noite, creme pra área dos olhos, creme concentrado para manchas, máscara e protetor solar. Uma linha extensa, tipicamente oriental.

olay+radiance+serum1

O produto que vou resenhar é o sérum da linha: Olay White Radiance CelLucent™ Intensive Brightening Serum:

olay+radiance+serum2

Esse sérum é muito bem cotado no Makeupalley e com resenhas positivas pela internet.

Alegações: com alta concentração do ativo clareador CelLucent™, Vitamina B3 (Niacinamida), extrato clareador natural de plantas e “beads” de duas cores com vitaminas.

Atua tanto em problemas superficiais da pele quanto problemas ocultos, como manchas e tom de pele desigual.

Tradução macarrônica feita por mim. Vale conferir a página do produto.

- Lista Completa de Ingredientes: 

Water, niacinamide, glycerin, mannitol, butylene glycol, hexylene glycol, cellulose, dimethicone, acrylates/c10-30 alkyl acrylate crosspolymer, peg-32, phenoxyethanol, glyceryl polymethacrylate, benzyl alcohol, tocopheryl acetate, sodium hydroxide, methylparaben, dimethiconol, disodium edta, ascorbyl palmitate, fragrance, isopropyl isostearate, sodium metabisulfite, sodium ascorbyl phosphate, hydroxypropyl methylcellulose, ci 77491, ci 77891, morus alba root extract, propylene glycol, pvm/ma copolymer, lilium candidum bulb extract, lonicera japonica (honeysuckle) flower extract.

O que destaco: Niacinamida (vitamina B3).  É o ingrediente que dá identidade aos produtos da Olay. O Nando já falou bastante dos benefícios da Niacinamida pra pele aqui no Vanity Pills. Quem não leu, corre lá e lê que vale a pena.

A Niacinamida aparece como segundo ingrediente da lista (só não tem mais do ativo do que água na fórmula, rs), então, acredito que a concentração seja maior do que 4%.

ingredientes hidratantes: Glicerina, Manitol, Butilenoglicol, Hexilenoglicol e Gliceril Polimetacrilato.

Conta também com vitaminas com atividade antioxidante: Tocoferol Acetate, uma forma da Vitamina E, que é um potente antioxidante. Ascorbil Palmitato e Sódio Ascorbil Fosfato, duas formas estáveis de Vitamina C.

Embalagem: de boa qualidade. Em plástico transparente, algo fosco, com válvula pump que funciona muito bem e dispensa uma quantidade suficiente para o rosto em um pump.

O frasco mantém o produto longe do contato com o ar, mas não impede a entrada de luz. Vem com 50 g de produto.

O contato com a luz não é um problema pra Niacinaminda, pois ela é resistente à luz, ao calor e, inclusive, ao contato com ar. Mas não sei se os extratos de plantas e as vitaminas da fórmula se mantêm estáveis em contato com a luz.

O que dá cor à maior parte da embalagem é o próprio sérum, que é rosado e  tem umas bolinhas brancas em suspensão:  as supostas “beads de vitaminas. Essas “beads” são automaticamente estouradas durante o pump e se misturam ao sérum antes de saírem do frasco.

Acho a embalagem desse sérum muito bonita. É o tipo de produto que enfeita a bancada do banheiro.

Textura: é um gel aquoso. Lembra um gel de cabelo mais fluido. Apesar da fórmula possuir alguns silicones, a textura desse produto não é a de um sérum siliconado típico que dá efeito primer (como os da Clinique, p.ex.):

olay+radiance+serum3

A fragrância dele é muito sutil. Se não estivesse na lista de ingredientes eu diria que o produto não tem fragrância e que o cheiro é dos próprios ingredientes da fórmula. Não me incomoda.

Na pele, ele absorve rapidamente e a deixa geladinha. Gente, é uma delícia!

Hidrata muito bem e depois que a pele absorve fica uma sensação de pegajosidade pequena. Não adiciona brilho nem matifica a pele, simplesmente some.

Acho que ele não atrapalha a absorção de produtos que vem após, na verdade, como a pele fica hidratada sem ficar ocluída, acredito que esse sérum deixe a pele mais receptível aos produtos que vem a seguir (essa é uma característica de séruns orientais).

Usando esse sérum da Olay eu não senti nenhum tipo de ardência, nem quando a pele estava sensibilizada com uso de ácidos, nem após o barbear. Não tive irritação ao usar próximo a área dos olhos e também não me ocasionou cravos ou espinhas.

Eu tenho usando o sérum no rosto, área dos olhos, pescoço e dorso das mãos. Logo após o tônico (com a pele ainda úmida porque assim consigo espalhar com mais calma esse sérum) e antes da emulsão.

Aplico generosamente pela manhã, em dias alternados com vitamina C, o que dá umas 4 vezes por semana.

Eventualmente uso ele à noite para hidratar a pele antes de aplicar base (normalmente quando tenho algum compromisso e a pele não está digna hehehe).

Por ser hidratante sem ser oleoso, esse sérum prepara bem a pele para a aplicação da base. Usado dessa forma ele não compromete a duração da Teint Idole 24h,  da Lancôme (a única base líquida que uso atualmente) e acredito que não comprometeria a duração de bases que não se propõem a ser de longa duração.

Também já misturei o sérum à base para ter uma menor cobertura. Ele deixou a base com uma textura meio gel. Fica gostoso de aplicar e o resultado final muito bonito, com um brilho sutil, mas assim eu senti que a duração da base ficou comprometida.

Rendimento:  tem sido melhor do que eu esperava. Uso na frequência que descrevi acima há 3 meses e ainda tem um pouco menos da metade no frasco.

Acredito que durará mais uns 2 meses, tranquilamente. Para alguém que use no rosto e pescoço diariamente, duas vezes ao dia, acredito que deve durar uns 4 meses.

Efeitos:  em mim, o efeito desse sérum foi tão impressionante que mesmo depois de 3 meses eu não consigo escrever essa resenha sem parecer apaixonado. Sério! Esse sérum realmente iluminou a pele do meu rosto de uma maneira muito perceptível. Ele não clareou o tom da minha pele e sim iluminou, o que é diferente.

Minha pele ganhou mais viço e uma aparência mais saudável (pensa na pele da Xuxa rs). Não tenho manchas, então, não tem como eu avaliar o efeito do sérum sobre elas, mas acredito que ele teria algum efeito positivo sim. Todo esse efeito ocorreu durante as 3 primeiras semanas de uso. Após isso, senti que o efeito se manteve.

Antes desse produto da linha White Radiance eu não utilizava nenhum produto com Niacinamida, logo, acredito que esses efeitos que observei na minha pele foram por conta da concentração digna de Niacinamida que ele tem aliada aos outros cuidados que já tomo com a minha pele (fotoproteção pesada, Ácido Retinóico, hidratação, Vitamina C… ).

Suponho que pra quem já faz uso de Niacinamida e tenha uma boa rotina de cuidados com a pele os efeitos desse sérum sejam mais discretos do que pra alguém que está inserindo este ingrediente, nesta concentração, na sua rotina de cuidados com a pele. Isso é uma suposição minha.

A única vez que vi um efeito tão significativo assim com um cosmético foi com a linha Aqualabel White, da Shiseido, que diminuiu visivelmente o rubor da minha face. Mas, novamente, eu não usava Ácido Tranexâmico até então, que é o ingrediente chave dessa linha da Shiseido.

Vou recomprar? Já recomprei! Fiz um estoque desse sérum aqui em casa pra não correr o risco de ficar sem. Vai que tem outra greve dos Correios, da Polícia Federal, da CET, sei lá (hehehe).

Acho difícil algum outro sérum com Niacinamida superá-lo, por isso ainda pretendo usar esse por bastante tempo.

Fiquei tão encantando com esse produto que comprei outros produtos da Olay pra testar, inclusive outro sérum da mesma linha. Breve outras resenhas!

Resumindo:

O que é? Um sérum hidratante com proposta de melhorar o tom da pele, que funciona.

Por que funciona? Tem ingredientes hidratantes e muita Niacinamida, um princípio ativo com muitos benefícios pra pele bem documentados.

Onde comprar? Comprei pela Amazon.uk, mas no Ebay também tem.

Quanto vem? 50g.

Rende? Muito. Usando sem dó você tem produto pra uns 4 meses.

Quanto custa? Entorno de 30 dólares. É um preço “supervaleapena” pra um sérum que dá resultados muito bacanas e tem uma embalagem tão bonita que dá pra dizer que você pagou uma fortuna.

Então, gente, não parece ótimo para quem busca um produto rico em antioxidantes, principalmente para quem tem pele sensível como eu!

Tenho muitíssimo que agradecer ao Guilherme pela gentileza de compartilhar todos os detalhes do Olay White Radiance com os meus leitores.

Espero que todos tenham curtido e comentem, elogiem, críticas construtivas, para o Gui (começou a intimidade) escrever futuras resenhas aqui! Já fiz o mesmo convite para outros leitores (oi, Roberto e Arlon… )

Até a próxima.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 539 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto:
- nice8 - price6