Tag Archives: Máscara

SK-II: o milagre da Pitera

26 mar

SK-II é uma das muitas marcas da americana Procter & Glambe, presente em quase todos os países. Acredito que qualquer um aqui já tenha usado algum produto da P&G, seja de higiene pessoal, limpeza ou alimentos.

Só para citar entre mais de 300 marcas, como Gillete, Koleston, Oral B, Blondor, Pantene, Hipoglós, Duracell, Vick, Ariel, etc. Ela pode ser comparada à outra grande, a L’Oréal.

Claro que um conglomerado como a P&G teria uma marca japonesa, como a SK-II:

SK-II+produtos1

Haruka Ayase, atriz japonesa e ícone de beleza-mor é a “cara” da SK-II no Japão.

Mas, para apresentar a SK-II, temos que conhecer a seu ingrediente exclusivo e assinatura: a mítica Pitera.

Na busca de uma substância natural de skincare que pudesse proporcionar uma pele mais translúcida, os pesquisadores da marca encontraram algo diferente nesta jornada, após observarem as mãos macias e jovens das operárias numa fábrica de saquê, apesar de já serem idosas e enrugadas.

SK-II+produtos2Como alguns devem saber, o saquê é feito pelo processo de fermentação do arroz. O contato constante das mãos dessas senhoras sobre a água de arroz durante a técnica de fermentação foi a “chave” para tal descoberta.

A título de curiosidade, o ácido Kójico, usando como despigmentante em cosméticos, é uma substancia produzida por um cogumelo e usada na fermentação do arroz durante a manufatura do saquê. Uma receita caseira no Japão para clarear a pele consistia em passar o vinho de arroz no corpo e face. Aliás, no tempo da “vovó”, usar água de arroz também era uma “fórmula” para uniformizar a pele. Mas nem vamos entrar em detalhes porque não vejo embasamento para isso.

E assim, após muitas pesquisas, os cientistas da SK-II encontraram e isolaram a levedura – entre mais de 350 tipos – responsável pela “pele cristalina” e a batizaram de Pitera.

O primeiro produto para a pele da SK-II foi a Facial Treatment Essence, que contém mais de 90% de Pitera, e  mantém a mesma fórmula há mais de 30 anos. O primeiro frasco foi lançado no Japão em 21 de Dezembro de 1980.

Um filme institucional feito pelo cineasta Tom Hooper (“oscarizado” pelo filme O Discurso do Rei) narra tal “descoberta”:

O que seria este líquido milagroso?

Segundo Takashi Yoshii, gerente sênior de Marketing da P&G, Pitera não é um simples extrato, mas uma solução metabólica gerada no processo natural de fermentação, ingrediente único que pode aumentar o ciclo natural de renovação da pele. Aliás, são sete os benefícios da Pitera:

- Aumentar o metabolismo e restabelecer o funcionamento “normal” da pele,

- Repor e reter umidade,

- Corrigir a textura da pele,

- Balancear o nível de pH,

- Controlar a produção de hipercromias e proporcionar uma tez mais clara,

- Equilibrar a secreção de sebo natural,

- Suavizar a pele após exposição solar.

SK-II+beneficios

De acordo com a P&G, a Pitera contém componentes que similares à nossa pele, como Fatores de Hidratação Natural (compostos higroscópicas que atraem água para nossa pele e tem, entre eles, a uréia), proteínas, vitaminas, açucares, ácidos orgânicos, aminoácidos e minerais. Devido a tal característica, a Pitera seria um ingrediente biocompativel, neste caso, por se integrar com a matriz extra-celular da pele. Ela é encontrada em todos os produtos da SK-II.

SK-II+produtos3

A extrato fermentado seria natural até no odor, que não é mascarado sinteticamente com perfume e nem álcool.

Pitera é o nome comercial do Saccharomycopsis Ferment Filtrate/ Galactomyces Ferment Filtrate. Por que dois nomes?

O primeiro nome científico da Pitera foi Saccharomycopsis Ferment Filtrate, mas o atual nome científico é Galactomyces Ferment Filtrate. Cabe destacar isso porque vocês poderão ainda encontrar informações sobre os produtos da SK-II com o primeiro nome e acreditar que se trata de outro fermentado.

De acordo com informações obtidas neste blog, durante esforços contínuos da SK-II para entender melhor o fermento que é utilizado para fazer a Pitera, o ingrediente foi analisada por uma empresa européia e, durante análise genética da levedura, descobriu-se que a mesma pertencia ao gênero Galactomyces e não ao Saccharomycopsis. Por isso ocorreu uma atualização na nomenclatura na rotulagem. Mas, ainda segundo a empresa, o ingrediente continua inalterado até hoje.

Enquanto estava pesquisando sobre o ingrediente fermentado, encontrei informações de estudos com ambos os nomes.

Neste primeiro estudo, Pitera (Galactomyces Ferment Filtrate) pode ajudar a fortalecer a função de barreira da pele.

Segundo a presente pesquisa, ela teria vários efeitos benéficos, como, por exemplo, efeitos antioxidantes e indução da produção de Ácido Hialurônico nas células epidérmicas, concluindo que poderia proteger a pele contra danos, como ressecamento e estresse ambiental.

Neste outro estudo, Pitera (Saccharomycopsis Ferment Filtrate) teria ação anti-inflamatória e citoproterora, mostrando capacidade para bloquear a resposta inflamatória, tal como a produção de óxido nitrico inflamatório em macrófagos, que são células fagocitárias. Na pele, elas atuam na cicatrização, digerindo células e proteínas estranhas, para restabelecer o funcionamento.

A grosso modo, o fermentado poderia “acalmar” e proteger a pele de ações oxidativas e inflamatórias ocasionado por agentes externos (danos induzidos pelos raios UVs, ações climáticas, etc…) recuperando, inclusive a pele, de queimaduras solares ou securas ocasionadas pelo frio extremo.

Na verdade, essas evidências não suportam tudo que a SK-II alega para o “milagre” da Pitera. Um ingrediente multifuncional como Niacinamida; ou um anti-irritante como Pantenol e Alantoina poderiam ter resultados iguais? Talvez. Além do fermentado, a marca também trabalha com outros ativos que se assemelham à outra marca da P&G, Olay.

A Sônia Abrão dos cosméticos, ops, Paula Begoun, acredita que é extremamente marketeiro o glamour da Pitera/ SK-II. Ela “detona” os produtos em várias reviews.

Porém, como qualquer “milagre”, é preciso ver para crer, ou melhor, experimentar.

Quem usa há bastante tempo comprova tudo que se fala da SK-II. São depoimentos apaixonados e apaixonantes. Quando me deparei com esse mundo SK-II, pensei: “por que só agora fui conhecer?”.

Não obstante, a marca oferece vários trial-sets para que o consumidor possa conhecer e observar os resultados entre 7 a 14 dias.

Cada set pode trazer a Facial Treatment Essence (75 mL), a Clear Lotion (40 mL), uma peça de máscara e um pacote com 30 algodões:

SK-II+produtos5

Outros:

SK-II+produtos4

A empresa alega que, durante esse curto período, é possível mediar à eficácia da Pitera, sugerindo o uso da sua principal fórmula, a Facial Treatment Essence: melhora na hidratação, textura e maciez, proporcionando um brilho mais saudável e translúcido.

Have you started on your Miracle Journey yet?

SK-II+produtos6

Prateleira da SK-II.

SK-II Facial Treatment Essence:

SK-II+facial+treatment+essence

Frasco: 30 mL.

É o bestseller da marca e tem a maior concentração de Pitera, logo, as alegações são tudo que vocês leram  até aqui sobre o extrato fermentado: ajuda a equilibrar o ciclo de renovação natural da pele, nutrir, hidratar e controlar o sebum.

Recomenda-se usar a quantidade de uma colher de chá e espalhar, com as mãos, sobre toda a face e pescoço ou com algodão embebido com o produtoSK-II+essence1

Pode ser usada sozinha, duas vezes ao dia, aplicado até na área dos olhos, ou em conjunto com a Clear Lotion, para melhores resultados.

SK-II+algodão

Almofadas de algodão: macia, não se desfaz durante o uso e não “arranha” a pele.

Indicado para todos os tipos de pele, sem diferença de idade.

É tão líquida, incolor e suave (quase zero de viscosidade que seria desnecessário fotografar), sem proporcionar nenhum tipo de sensação pegajosa, alguns poderiam associar a sua característica como a de uma água termal.

Perfeita absorção, mas ao tocar a pele você percebe uma maciez única. O primeiro registro do produto na pele é esse toque, seja durante ou depois.

Os produtos posteriores deslizam melhor. Aliás, foi uma comparação acima infeliz, porque eu não vejo nada demais na pele quando aplico água termal – opinião subjetiva – em comparação com a Essence, é um sentimento visível.

Como comentei, não tem perfume, apenas o odor natural do produto, algo fermentando, mas incrivelmente suave e sutil.

Não causou nenhum tipo de irritação. Eu aplico até ao redor do orbicular dos olhos. Talvez porque a Pitera tem a capacidade de se adaptar à pele.

A Essence é a chave de entrada para os outros produtos, dependendo de cada problema (manchas, desidratação, rugas…).

Pode parecer “placebo”, mas é uma água que parece ocasionar algum tipo de efeito sensorial. Até uma sensação refrescante eu sinto quando aplico. Deve ser toda essa “mítica” por trás do produto. Eu uso como uma lotion, logo após a higienização. Algumas vezes na semana eu aplico após a Clear Lotion.

Comecei a usar no final de Novembro e continuei, conforme fui ganhando gifts. O que me chamou a atenção foi como “recuperou” a minha pele após uma limpeza profunda. De cara, senti que a mesma, com um aspecto mais áspero, ganhou maciez.

Também tenho ouvidos elogios por causa da face mais clara, mas não posso afirmar que foi por causa da Essence, pois no mesmo período eu descontinuei o uso de Retinoides na minha pele.

Teve uma noite de carnaval que eu “preparei” a pele usando a Essence e a Clear Lotion e, após uma virada turbulenta de festa, a pele não estava nem um pouco fadigada. É uma “água benta”, gente.

- Lista de ingredientes:

Galactomyses ferment filtrate (Pitera), Butylene Glycol, Pentylene glycol, water, sodium benzoate, methyl paraben, sorbic acidFrascos de 75 mL/ 150 mL/ 215 mL/ 325 mL.

SK-II Facial Treatment Clear Lotion:

SK-II+clear+lotion2

Frasco: 30 mL.

Indicado para ser usado como um “tônico”, antes da Essence, pois potencializa a absorção. Como ele tem, além da Pitera, AHAscido Málico, Cítrico e Láctico) e Ácido Salicílico, ajuda a refinar o estrato córneo, removendo as células mortas. É como uma loção “wipe-off”, como, por exemplo, a “clarifying” da Clinique (Passo 2).

Textura líquida, transparente, inodora. Ainda menos viscosa que a Essence. Absorve rapidamente, sem deixar vertígio pegajoso, “some” na pele.

Indicação de uso: umedecer um algodão e aplicar sobre a face e pescoço. 2 vezes ao dia:

SK-II+clear+lotion1

O ideal seria usar todos os dias para observar os resultados de uma pelecristal clear” em suas cinco dimensões: clara, firme, suave, radiante e fina, ou seja, cristalina.

Mas eu prefiro usar em dias que não aplico outros ácidos. Porque, apesar de ter uma porcentagem baixa de ácidos, a loção esfolia suavemente a pele. Acredito que usando conforme indicação do produto, o resultado deve ser incrivel.

Vamos lá:  a pele fica com um toque suave, percebi redução de comedões, ou melhor, amoleceu alguns que foram por água abaixo durante a higienização matinal.

O Pedro, do Cosme Asiacomentou num tweet que o mesmo ocorreu com um milium após o uso diária com a Clear Lotion.

Outro efeito notado é o controle da oleosidade. Quando aplico, percebo que o brilho tarde a aparecer, mas pela manhã, ainda observo o efeito e sem gerar rebote. Fiquei impressionado, porque é uma “água” de produto, sem álcool ou ingredientes que absorvem o sebum.

Não resseca ou irrita a minha pele, mas, como afirmei, não uso combinado com meus ácidos noturnos. Confesso que a combinação dela com o Essence já bastaria na minha rotina noturna, porque gera um equilíbrio de oleosidade e hidratação. Diria que é assim que eu cuido da minha pele para qualquer ocasião onde desejo aparecer com a pele notável.

Além de uma boa concentração de Pitera, tem agentes umectantes (Butylene Glycol , Glicerina e Ácido Hialurônico) que ajudam a prevenir a perda de água para om meio externo, além do mix de ácidos queratolíticos (AHAs e BHA), aumentando a capacidade da pele de absorver ativos.

Excelente, prático e eficaz produto.

- Lista de Ingredientes:

Water, Galactomyses ferment filtrate (Pitera), Butylene Glycol, Polysorbate 20, Glycerin, Sodium Hyaluronate, PEG-150, Cellulose Gum, Disodium EDTA, Citric Acid, Salicylic Acid, Lactic Acid, Malic Acid, Sodium Citrate, Sodium Benzoate, MethylparabenFrasco de 150 mL.

E ainda não acabou. Eu avisei que a postagem de hoje seria longa e eloquente.

SK-II Skin Signature Mask 3-D Redefining Mask:

SK-II+mask+3d2

Embalagem com duas peças.

A melhor máscara hidratante que eu já usei. Apenas!

Eu ainda não tinha experimentado as máscaras 3D, que se ajustam perfeitamente à pele. Diferentes das que eu resenhei, esta é dividida em duas partes: superior e inferior de face. Outra diferença é que, ao invés de soro líquido, a máscara SK-II é rica em gel-serum.

A SK-II foi uma das primeiras marcas do mundo a lançar máscaras faciais e a inovar com o conceito de máscaras com duas peças, visando atender diferentes necessidades e particularidades do rosto e a introduzir máscara de material elástico para dar efeito lifting, inclusive, especificas para o contorno dos olhos.

Alegações: ajuda a melhorar a textura da pele e proporcionar firmeza e brilho radiante.

SK-II+mask+3d3

Embalagem aberta: peça envolta em serum.

Modo de usar: higienizar a pele, aplicar a Clear Lotion e a Essence. Logo em seguida, utilizar a máscara por 15 minutos.

Como comentei nesta resenha, as mascaras asiáticas complementam o ritual de skincare, usadas após as etapas de limpeza e tonificação, e completadas com agentes mais umectantes e anti-age.

Você não precisa retirar o excesso com limpador, pelo contrário, basta massagear o resíduo que ainda não foi absorvido e pronto.

SK-II+mask+3d4

Duas peças: superior e inferior de face.

Primeiro usei a parte superior e justei na face. Depois conclui posicionando a outra metade:

SK-II+mask+3d1

É feito de um tecido similar a um plástico que você “abre” sobre a pele. Tem que esticar levemente para fixar no rosto. O fato de ser dividido em duas partes permite melhor ajuste. Tecido confortável e que aderiu melhor que as outras máscaras:

sk-iimask3d61

Selfie macabro.

Tem um gel-serum levemente espesso. O bacana que, diferente das máscaras que são “embebidas” em loções ou soros líquidos – que podem escorrer – está não requer tanto cuidado para aplicar:

SK-II+mask+3d5

Textura: gel-serum rico em Pitera, Niacinamida, óleo de Oliva e Jojoba.

E quando retira a máscara? Senhor, mesmo após grande parte ter sido absorvido durante o uso, a pele ainda está bastante úmida e precisa massageá-la – por vários minutos – para complementar a sua função.

Fica uma sensação agradável, como se tivesse uma película hidratante sobre a pele.

Vejam, como ainda sobre bastante conteúdo na embalagem. E o que eu fiz? Aproveitei para hidratar a área dos olhos e pescoço:

SK-II+mask+3d7

Conteúdo interno permitiu aplicar na área dos olhos e pescoço.

É tratamento de “choque”, porque, nossa, nunca tinha usado uma máscara incrivelmente hidratante (“gorda”,entendem?). Imediatamente a pele ganha maciez e viço. O efeito tensor sugerido pela empresa eu não observei, mas eu não tenho flacidez tissular.

No dia seguinte, a pele ainda se manteve muito, mas muito macia mesmo.

Não sofro de ressecamento, no máximo, imediatamente após a higienização, a pele fica com as funções “normais”: oleosidade e hidratação equilibradas.

Minutos após, aumenta só a oleosidade. Se eu tivesse uma pele desidratada, com linhas visíveis de ressecamento, poderia ter um resultado mais expressivo.

Vocês podem complementar com outros cosméticos, mas eu preferi não interferir no resultado e mantive apenas o “básico” para manter a pele com um toque sedoso.

E, como os produtos anteriores, não irritou em nada a minha pele reativa.

Já tinham me alertado que, após experimentar essa “iguaria”, eu ia me tornar mais exigente com produtos similares. É verdade, (ainda) não consigo imaginar nada superior à SK-II Skin Signature Mask 3-D. Já pode desejar para sempre?

Além da “assinaturaSK-II, Pitera, ela tem Niacinamida; vários ingredientes umectantes (Glicerina, Butyleneglycol e Pantenol); extratos e óleos vegetais (Jojoba e Oliva). Ou seja, é uma máscara que vai proporcionar hidratação tanto por efeito oclusivo quanto umectante. Perfeita porque pode fortalecer a função da barreira e melhora a capacidade da pele de atrair e reter umidade. Hidratação intensa.

- Lista de Ingredientes:

Water, Galactomyses ferment filtrate (Pitera), Glycerin, Dipropylene Glycol, Niacinamide, Pentylene Glycol, Butylene Glycol, Acetyl Glucosamine, Isopropyl Isostearate, Isohexadecane, Panthenol, Tocopheryl Acetate, Phytosteryl/Behenyl/Octyldodecyl Lauroyl Glutamate, Olea Europaea (Olive) Fruit Oil, Simmondsia Chinensis (Jojoba) Seed Extract, Sodium Lauroyl Glutamate, Tocopherol, Polysorbate 20, Acrylates/C10-30 Alkyl Acrylate Crosspolymer, Pvp, Sodium Peg-7 Olive Oil Carboxembalagem com seis unidades.

O que posso escrever além de uma mega resenha apaixonada? Que a SK-II salvou o meu verão, pois nunca vivenciei essa estação com uma pele tão “tranquila” e bonita.

Recebo elogios diários de estranhos e clientes no curso sobre a pele clara e lisa. E num perídio onde o meu regime de cuidados foi o mais minimalista possível.

Endosso tudo que eu i sobre a “água milagrosa“, desejo que a Paula Begoun caia num tonel de Pitera e tenha uma Epifania assim como eu. De certo vou entrar no clube “lunáticos SK-II“.

Para ter uma ideia, na @Cosme, a Make up Alley japonês, a Facial Treatment Essence está, até agora, com 4.5 de cotação e tem 7.117 reviews. Tem relatos de pessoas que usam há 8, 10 anos e afirmam que os resultados são progressivos.

Contudo, já informo, são produtos dispendiosos. A SK-II ($K-II?) é uma marca  high end da Procter & Glambe

E os relatos apaixonados viram decepções quando não se consegue manter nos cuidados de skin care. Apostos que muitos leitores vão reagir igual

Todos os produtos podem ser comprados em países do ocidente, ou seja, para quem tem dificuldades com compras asiáticas, todas as informações são encontradas em sites em inglês. São encontrados na Sephora.

Cate Blanchett (não preciso apresentar) é a embaixadora global da marca. Dizem que  a pele dela “pré-Oscar” foi preparada com SK-II:

Cate+Blanchett+SK-II

A dica da estrela: colocar a Essence num spray e borrifar sobre a pele, mesmo com make up. E ela gosta também de manter o frasco no refrigerador para aliviar a pele (nota: tenho observado que várias japonesas amam colocar suas loções na geladeira e eu, agora, faço o mesmo).

E se vocês acham que terminei, esperem até eu apresentar outra marca que também já me conquistou: Lunamer.

Agradeço à Makie por ter me enviado generosas gifts dos produtos – e generosas também são as amostras, sem puxa-saquismo, mas a SK-II sabe como agradar o cliente ou futuro cliente – e digo que ela “criou um monstro” por causa disso…. rs

Gostaria muito de ler outros depoimentos se vocês já usaram algum produto da SK-II.

- Onde Comprar:

Na Makie Cosmetics tem a Facial Treatment Essence e outro produtos da SK-II, inclusive um trial-set. Os preços podem varias conforme a quantidade do produto. Tem na Sephora americana, como já comentei. Podem ser adquiridos também no próprio site da SK-II,disponível nos EUA, Reino Unido, Japão, Malásia, Ásia, Austrália, etc. No Amazon e Ebay há inúmeros vendedores anunciando o “universoSK-II, a ponto de comercializarem até gifts, como samples com frascos de 10, 30 mL.

- Preços:

Facial Treatment Essence pode variar conforme a quantidade por frasco, entre U$ 100.00 (75 mL) a  U$ 275.00 (325 mL). Facial — Treatment Clear Lotion tem o valor médio de U$ 60.00 (150 mL). Skin Signature Mask 3-D Redefining Mask custa U$ 145.00 (seis unidades).

Hadabisei Moisturizing Facial Mask Brightening

7 mar

Após esses dias de folia, nada melhor que usar uma máscara para recuperar a pele. Quase um trocadilho!

Eu ganhei essa máscara da leitora Marta Fleming para testar.  Marca Hadabisei, da Kracie Holding Ltda. É uma linha voltada para dois tipos de cuidados: hidratação e clareamento.

Sachê com 20 ml de serum (essence):

hadabisei+mask+kracie1

Mas o produto é vendido em caixas com cinco sachês:

hadabisei+mask+kracie3

Essa máscara é indicada, como citei, para quem precisa de hidratação profunda e clareamento, pois conta com umectantes, derivado de Vitamina C e ácido de fruta.

O formato é tipico oriental, para rostos mais arredondados, no meu caso, tenho que ajeitar algumas áreas para melhor aproveitamento:

hadabisei+mask+kracie2

É feito de tecido 100% algodão, maleável, macio e que adere durante a aplicação. Na foto acima, eu já tinha utilizado a máscara, porque é difícil fotografar antes. O tecido vem dobrado e bastante úmido.

Como já comentei em outras resenhas, a máscara vem encharcada num serum transparente, neste caso, levemente viscoso. Tem uma leve e confortável fragrância, floral, similar a de produtos de higiene pessoal, como xampu.

Como eu uso: praticamente faço um ritual.

Primeiro, higienizo a pele com um óleo de limpeza; na segunda etapa, uso um esfoliante abrasivo (Galderma Dermotivin Scrub) par retirar as células mortas e refinar a pele.

Apliquei minha lotion e essence da SK-II (breve resenha completa e maravilhada….!!!)

Pronto, a pele está preparada para uma hidratação mais profunda. Aplico a máscara e relaxo por alguns minutos.

É sugerido usá-la entre 5 a 15 minutos ou, caso a pele esteja desidrata/ seca, por 20 minutos. Sempre fico entre 15 a 20 minutos. E, claro, evito aparecer na frente das pessoas para não assustar…

De modo geral, os asiáticos fazem uma rotina mais completa, higienizando, tonificando, aplicando um serum (essência), a máscara e completam com alguma emulsão ou creme finalizador.

Quando retiro a máscara, massageio para absorção do produto. Senti um filme hidratante sobre a pele, mesmo após massagear.

A pele estava bastante sedosa e “calma”. Sim, quando faço esfoliação abrasiva, é comum a minha pele ficar um pouco avermelhada, mas após a máscara, tinha sumido tudo. Não irritou também. Gostei do resultado.

O filme hidratante que fica sobre a face dificulta a aplicação de outros produtos leves, como loções e soros, por isso a ordem de aplicação que citei é a mais indicada. Eu apenas finalizei com o meu ácido.

Talvez, para quem tem a pele muito lipídica, possa ficar incomodado. A máscara parece mais adequada para pele alípica, porém, eu me enquadro na primeira categoria e não tive problemas, porque queria mesmo uma hidratação mais acentuada.

Pode ser usada duas vezes na semana.

A lista de ingredientes é similar das outras máscara em tecidos, ricas em agente umectantes, como Glicerina e Butylene Glycol, que atraem água para a pele.

Conta com Ascorbyl glucoside,  derivado de Vitamina C que pode ajudar na prevenção de hipercromias e “iluminar” a pele. Tem Extrato de Licorice, com ação calmante, suavizante e também ajudar a inibir a produção de manchas.

Colágeno solúvel, que pode ter algum efeito hidratante (Colágeno tem peso molecular elevado para permear, porém, na forma solúvel, ele é fragmentado e e tem melhor penetração cutânea); Extrato de Limão,  sugerido para retirar sutilmente as células mortas.

O Extrato de limão entra na lista como um leve esfoliante, muito embora entre em categorias de agentes irritantes. Até desconsidero por estar numa concentração baixa entre os ingredientes.

Lista completa de ingredientes aqui.

Hadabisei Mask cumpre com uma boa hidratação e, embora eu não tenha manchas, deixou a minha pele mais “clear“. Só que fica difícil pensar em máscara hidratante após testar a SK-II Skin Signature Mask 3-D .

Porém, cumpre com uma boa hidratação e custo mais acessível. Estou com um “lote” de outra máscara, firmadora, para testar.

Obrigado Marta pelo gift!

Ah, pela segunda vez fui “reconhecido” por leitores em festas. Acho graça porque quase nunca me exponho aqui..

- Onde Comprar: tem na Ichibankao, que pode custar R$ 40,00. Mas sugiro a Makie, porque ela tem várias linhas, com preços melhores e quantidades maiores (a Mitomo, por exemplo) e tem a Hadabisei 3D por R$ 25,00. Procurem no tag Mask Sheet.

Nature Republic Whitening Collagen Dream Mask Sheet

24 nov

A Nature Republic é empresa de cosméticos coreana que utiliza matérias-primas naturais de vários lugares do planeta. O brand da empresa é “cosméticos que contém o poder da vitalidade da natureza e do universo“. A assinatura da marca é a Água MD (Miracle of Medication) que é extraída de várias regiões.

nature+republic+mask1

A Makie enviou-me alguns gifts e, entre eles, ganhei uma máscara da empresa, a Whitening Collagen Dream:

nature+republic+mask2

As máscaras japonesas são feitas de tecidos maleáveis que se adaptam à face, contém uma grande quantidade de sérum, ou seja, eles vêm embebidas dentro da embalagem ou sachê. No caso desta, tem 20 ml de essência/ sérum.

O indicado pela empresa é usá-la com o rosto limpo e após uma lotion (tônico) e o sérum. Eu até poderia incluir uma leve esfoliação na pele, removendo as células mortas e facilitando  a penetração dos ativos no estrato córneo.

Após esse “ritual“, fixe a máscara sobre o rosto. O tecido costuma ser bem fino e eu tenho o cuidado para não rompê-lo, porque a máscara é condicionada na embalagem toda dobrada:

nature+republic+mask3

Pronto. Basta adaptá-la ao formato da sua face. No meu caso, deu perfeitamente.

Deixe-a sobre o rosto por 10 a 15 minutos.

Eu amo a sensação dessas máscaras na pele. A Whitening Collagen tem um “soro” mais agradável, sem ficar muito viscoso sobre a pele e achei até refrescante (provavelmente porque tem alguns agentes, como Aloe Vera e Hamamelis).

Pensei até em colocá-la por alguns minutos na geladeira para proporcionar uma melhor percepção.

A fragrância é bem suave e agradável,  na minha opinião lembra cheiro de produtos para cabelo.

Eu aproveito esses minutos para criar uma “terapia relaxante“:  reduzo a luz do ambiente, coloco um incenso ou óleo essencial no difusor, escuto um Michael Bublé no Ipod e descanso.

No final retiro a máscara e massageio levemente o líquido sobre a pele para ajudar na absorção. Concluindo a etapa, a pele está “saturada” de ingredientes umectantes e pronta para receber outros ativos.

A chave para ter melhor aproveitamento dos seus cosméticos antirrugas é ter uma pele limpa de células mortas e com hidratação na medida.

A lista de ingredientes é tipica dessas máscaras japonesas, ricas em ingredientes umectantes, como glicerinabutileneglycol. Entre os primeiros ingredientes tem a minha “vedeteNiacinamida.

Ainda contém um derivado de Ácido Hialurônico (Sodium Hyaluronate), Extrato de Chá Verde, Vitamina C (Magnesium Ascobyl Phosphate), Extrato de Licorice (Dipotassium Glycyrrhizate), Hamamelis, Aloe Vera, Colágeno Solúvel, entre outras extratos.

- Lista Completa de Ingredientes:

Aqua, glycerin, 1.3-butylene glycol, niacinamide, peg-60 hydrogenated castor oil, sodium hyaluronate, methyl paraben, camellia sinensis leaf extract, portulaca oleracea extract citrus aurantium dulcis (orange) fruit extract, soluble collagen, hamamelis virginiana (witch hazel) extract, aloe barbadensis leaft extract, carbomer, allantoin, betaine, phenoxyethanol, triethnolamine, magnesium ascorbyl phosphate, dipotassium glycyrrhizate, disodium EDTA, fragrance - pack com cinco sachês.

Quando usei, eu estava com a pele bastante áspera devido a uma limpeza de pele e passei vários dias apenas hidratando-a, sem aplicar ácidos. Gostei do aspecto que a minha pele ficou logo após a aplicação da máscara, porque ela estava mais macia e levemente mais “calma“. E se manteve assim até o dia seguinte.

Para melhores resultados, é sugerido usá-la de 2 a 3 vezes na semana.

Claro que o resultado final foi melhor pelo fato de ter aplicado uma boa camada de hidratante para “selar” o efeito.

Eu usei poucas máscaras japonesas até hoje, mas recompraria a da Nature Republic pela sensação agradável de usá-la. Quero conhecer outras com Niacinamida e Chá Verde entre os ingredientes e com a temperatura subindo aqui no Rio, aplicar uma produto assim é um bálsamo.

Para concluir, tenho uma postagem antiga onde comentou melhor sobre as máscaras asiáticas e cito sugestões.

Agradeço a Makie pelos presentes!

- Onde comprar: a minha foi uma cortesia da Makie, ela tem um blog de revenda e tem inúmeras opções de máscaras. Os valores podem variar conforme a marca e a quantidade. Ela tem caixas com 30 máscaras da Kosé por R$ 27,00. Eu não encontrei da Nature Republic no blog, mas no Ebay é fácil de achar.

Máscaras Faciais Asiáticas

11 mai

Se há um cuidado da pele que é (literalmente) a cara dos asiáticos são as máscaras faciais de beleza. Mas se aqui temos o hábito de usar máscaras de argila, por exemplo, as máscaras japonesas são diferentes: em tecido. Como se fosse realmente uma máscara, mas com muita, muita umidade. São enriquecidas com soro hidratante e outros ingredientes que, além de proporcionar hidratação extrema, podem acalmar a pele, nutrir, firmar, clarear, além de prevenir o envelhecimento.

Ma1

São vendidas em caixa com vários sachês para condicionar a máscara e, ao abrir, você a encontra dobrada num papel-filme, evitando que a máscara grude. Quando manuseada percebe-se que é umedecida com um soro, ocasionando uma sensação “molhada”. Retire com cuidado, pois a impressão é que ela pode se desfazer ou rasgar. A consistência do líquido costuma variar (gel, leitoso..), mas eu tenho notado que é mais próxima de soro emoliente. Usa-se da seguinte forma:

Ma2

- Limpe o rosto com seu óleo, espuma de limpeza ou outro limpador habitual. A pele tem que estar perfeitamente limpa, sem resquício de sujeira, maquiagem ou proteção solar, para facilitar a absorção dos ingredientes.

- Aplique sua loção (tônico) – opcional.

- Aplique a máscara na face.

- Deixe agir por 10/ 20 minutos, dependendo da indicação do produto.

- Após retirá-la NÃO enxague a pele. Deixe o soro atuar, massageando a face.

- Finalize seus cuidados de beleza aplicando uma emulsão ou creme hidratante.

As indicações são baseadas na etapa comum de skin care dos asiáticos. Então, você pode usar depois o seu anti-idade. No meu caso, aplico meus ácidos. A versão que eu usei não era extremamente úmida, então, há situações que talvez seja complicado usar outros produtos na pele depois. Logo, você teria que esperar um tempo maior para continuar com seu ritual de beleza ou até mesmo dormir com o soro úmido na pele.

As máscaras são indicadas para usar uma ou duas vezes na semana, dependendo da finalidade e do seu tipo de pele. Eu diria que numa etapa de cuidados ela substituiria o serum que entra após a limpeza a tonificação.

Embora a máscara seja hidratante – há opções de máscaras com efeito sebo-regulador – há a indicação de completar o cuidado usando um outro hidratante para finalizar o tratamento, pois elas são enriquecidas com agentes umectantes, que atraem água para a pele, como glicerina, butylene glycol e derivados do ácido hialurônico. Porém, é preferível utilizar após o seu uso um produto que crie um filme oclusivo para reter água na pele. Para isso prefira hidratantes com óleos minerais ou vegetais, colesterol, algum tipo de silicone (dimeticone, por exemplo), que vão evitar que a pele perca água para o ambiente. Assim, você também previne que a umidade adicional possa evaporar.  A palavra seria “blindar”. Desse modo, o uso de máscaras de beleza é indicado para os cuidados noturnos.

Para entender melhor sobre hidratantes oclusivos e umectantes, sugiro a leitura deste artigo do site Futurederm.

A máscara que eu testei foi a Hyaluronic Acid Moisturising Mask, da My Beauty Diary:

M3

A indicação do produto é para hidratação intensa com ácido hialurônico; melhorar a microcirculação; brilho e purificação da pele. A máscara vem no sachê com soro, mas nada que seja exageradamente úmida. Por exemplo: eu usei uma máscara que era tão “molhada” a ponto de escorrer liquido ao aplicar na face e precisar usar uma toalha na altura do colo.

Datalhe da máscara “fechada”:

Ma4

O formato da máscara é o padrão do rosto asiático, mais arredondado, o que para o formato do meu rosto – fino – fica sobrando tecido. A dificuldade maior é na área do nariz e olhos, pois parece não aderir perfeitamente:

Ma5

Eu dei alguns “tapinhas” leves para escorrer soro nas áreas próximo ao nariz e cantos internos. A sensação é agradável, levemente gelada – li que alguns preferem colocar a máscara na geladeira para proporcionar um efeito lifiting.

Eu sugiro você use esse tempo para relaxar. Sim, eu fico deitado ouvindo uma boa música enquanto deixo o produto agir na pele. Não me atrevi a fotografar com a máscara na minha pele, pois fiquei parecido com o Michael Myers, personagem da série de terror “Halloween”:

Ma6

Descontração à parte,  poupe os outros de eventual susto e, assim, também evita escorrer soro na roupa. A sugestão da Hyaluronic Acid Moisturising Mask é de 15/ 20 minutos na pele. Após isso, eu massagiei a face com o soro e esperei mais alguns minutos para continuar com meus cuidados.

Embora estivesse ainda com úmidade, absorveu relativamente rápido. Enquanto que há máscaras que a pele fica por horas molhada, acredito que em 30 minutos já estava com a pele ideal. Foi o que eu mais gostei, pois não queria uma máscara que encharcasse a minha pele de liquido e depois não pudesse mais aplicar nada, além de ficar pegajosa.

O resultado inicial foi uma pele com toque mais macio, levemente hidratado. Digo isso, pois a pele não fica intensamente hidratada como sugerida. Acredito que para uma pele oleosa como a minha, ficou na justa medida, mas para peles secas não seria uma boa opção. Outro fator que eu destaco e que me agradou foi não ter causado nenhum tipo de desconforto ou irritação à pele, o que é muito importante. No dia seguinte, pude observar melhor o efeito da hidratação e nenhum sinal de vermelhidão que o ácido posterior pudesse sugerir.

Por fim, quando apliquei a minha emulsão Aqualabel White, a pele ficou com uma textura muito agradável e entendi o porquê da preferência por estes tipos de cuidados: há um efeito (placebo?) de embelezamento na pele imediato. E mais uma vez enfatizo o cuidado com a hidratação para manter a pele com aparência saudável e que, por tabela, melhora os poros. Como eu estou “pobre” de produtos, sem a minha espuma hidratante, loções e emulsões, usando praticante um monte de espumas esfoliantes, tenho notado a pele mais opaca e os poros destacados. Foi a “deixa” para testar um sachê da máscara que estava perdida no armário.

- Lista de ingredientes:

Water, glycerin, butylene glycol, propylene glycol, aloe barbadensis leaf juice, ananas sativus (pineaple) fruit extract, pyrus malus (Apple) fruit extract, citurs medica limonum (lemon) peel extract, ruscus aculeatus root extract, panax ginseng root extract, polyglutamic acid, arnica montana flower extract, laminaria digitata extract, nasturtium officinale flower/ leaft extract, sambucus nigra flower extract, dimethylsilanol hyaluronate, kappaphucus alvarezil extract, polysorbate 20, styrene/acrylates copolymer, triethanolamine, sodium hyaluronate, phenoxyethanol, citric acid, methylisothiazolinone, sodium hydrolized hyaluronate, carbomer, iodopropynyl butylcarbamate, xantham gum, sodium hydroxide, fragrance.

Uma lista bem extensa, provavelmente é um produto coreano. Muitos extratos como limão, mação, grapefruit, ginseng, abacaxi, que podem hidratar e melhorar a textura; desses cítricos, alguns ricos em ácidos poderia  ter efeito esfoliativo, mas vai depender do pH baixo e que não deve ser o caso desta máscara. Há os umectantes básicos como citei: glicerina e butylene glycol e derivado do ácido hialurônico, o sodium hyaluronate.

A finalidade deste post não é resenhar a Hyaluronic Acid Moisturising Mask, mas fazer uma breve (ok, não sou bom nisso) explicação sobre máscaras de beleza asiáticas, apenas usei o produto para exemplificar.

As máscaras de beleza umedecidas são fáceis de encontrar e, talvez, a maior dificuldade será achar a sua preferida entre uma infinidade de opções. Abaixo algumas sugestões de marcas:

*Hidratação:

Shu Uemura Depsea hydrability intense moisture filling mask:

Ma7

Juju Cosmetics Aqua Moist Face Mask:

Ma8

Kracie Hadabisei Moisturizing Facial Mask Clear 3D:

Ma15

*Clareadora:

- Kose Clear Turn White Essence Facial Mask:

Ma10

Shiseido Whitening Essence Mask:

Ma11

- Kracie Hadabisei Moisturizing Facial Mask Clear:

Ma9

*Outros cuidados:

Mandom Barrier Repair Sheet Mask Collagen: para hidratar e firmar a pele:

M12

Dr. Jart+ Acne-X Trouble Care Mask: controle do sebo e acne:

Ma13

Dr. Jart+ Perfect Tightening Pore-X Sebum Control Mask: controle do sebo:

Ma14

No site Ratzilla Cosme você encontra algumas dessas máscaras com indicações e ingredientes.

Uma técnica caseira que as asiáticas usam é encharcar algodões com loção hidratante ou clareadora e aplicar na face criando uma máscara. Eu acho desperdício e prefiro comprar máscaras de tecido mesmo. Eu acredito que possa ter resistência de alguns leitores em usar um produto tão úmido assim, principalmente que ele não será enxáguado. Porém, encontrado uma máscara adequada para o seu tipo de pele e necessidade, pode ser uma experiência bem agradável e diferente na sua rotina. 

- Onde encontrar: nos site Ichibankao, SasaEbay e Amazon há uma variedade de opções. Os preços podem variar, dependendo da quantidade de sachês por caixa, em torno de 12 dólares. No Brasil você pode encomendar com a vendedora Vânia (vaniasousil@gmail.com).

Rotina de Beleza dos Asiáticos ou vamos “fazer a asiática”?

23 dez

Untitled-1

De uns tempos para cá eu mudei meus hábitos de skin care, adotando alguns métodos que aprendo observando os hábitos de beleza dos asiáticos. E tenho que admitir que é como se eu reavaliasse minha rotina de beleza. Antes, eu me preocupava apenas com limpeza, proteção solar e cuidados noturnos, que se resumiam a usar um ácido e um antioxidante, como a vitamina C. Nada mais. Com o clima quente em quase todas as estações, pelo menos para quem mora no Rio de Janeiro, eu achava inviável usar outros produtos.

Confrontar com uma nova cultura e um novo modo de pensar num “ritual” de beleza ajudou-me a mudar também meus hábitos e até mesmo algumas “neuras”.  Comentarei sobre isso em tópicos: 

1 – Dupla Limpeza (Double cleansing): método eficiente de higiene usado pelos asiáticos para remover filtros, maquiagem e até sujeira. Já escrevi em uma resenha sobre o método, mas tenho que confessar que tive certa resistência – percebi que vários leitores também quando eu recomendei o método para retirar filtros. Eu passei muito tempo acreditando que eu se eu lavasse demais a pele poderia ter efeito rebote e desencadear mais oleosidade e espinhas. Porém, mesmo sendo “correto”, a oleosidade e as espinhas surgiam como de costume.

Logo assim que eu adotei meu primeiro filtro solar japonês eu usava um demaquilante nacional e um sabonete em barra, de uma linha muito recomendada por dermatologistas. E era chato limpar a pele duas vezes seguida. Sentia que ficava “limpa” demais, a ponto da pele se tornar opaca, sem vida. Na mesma época me defrontei com os estudos da Dra Baumann que me alertou para manter sempre a proteção natural da pele e evitar inflamações. Minha primeira preocupação foi com a higiene da pele: remover além do excesso de sebo, as gorduras naturais que forma a barreira cutânea. Foi a luz para adquirir limpadores asiáticos como óleo e sabonetes e testar mais uma vez a dupla limpeza, mas desta vez usando produtos mais pertinentes. A chave do cofre de ouro!!!

Vccvcvcvcver4

A oleosidade não piorou; não tive espinhas, só uma pele mais limpa, brilho equilibrado, nada de ressecamentos ou irritações. E cada dia eu fico encantado com este método conforme adquiro novos produtos de limpeza. Digo com todas as letras que, mesmo usando um filtro não muito aderente e até nacional, usaria a dupla limpeza para retirá-lo. Começo a questionar se minhas espinhas esporádicas não foram ocasionadas também por limpeza inadequada. Antes eu usava um sabonete, seja em barra ou líquido, e arrematava com um tônico para complementar a limpeza. E sofria com brilho eterno e acne, mesmo usado dos melhores –segundos os dermatologistas – limpadores vendidos no mercado para o meu tipo de pele.

O uso de um óleo de limpeza foi uma etapa que eu tive que derrubar alguns mitos: usar óleo numa pele muito oleosa? Comentei aqui sobre isso e não vejo ingrediente melhor para limpar filtro, maquiagem e até o próprio sebo. Mitos e neuras do passado foram dissipados! Adote a dupla limpeza na sua vida, com produtos adequados, e a própria natureza da sua pele muda de forma positiva.

O próximo passo que eu pretendo experimentar são as redes faciais (face net ou foam-forming net) de tecido para criar espuma. Os asiáticos gostam muito de criar uma espuma cremosa nas mãos e aplicar no rosto – não aplica o produto diretamente na face e massagia até criar espuma. Segundo este texto é preferível a espuma cremosa para evitar o atrito dos dedos sobre a pele e que pode ocasionar rugas – será? Não levo isso a sério!! Mas sigo um modo mais suave de massagear a pele em movimentos circulares e ascendentes que explicarei mais a frente.

Para facilitar a produção de uma espuma abundante, você pode formá-la com um sabonete cremoso ao massagear a mão com água; usar espuma facial que são direcionadas em spray; usar uma espoja para formar espuma ou usar uma rede de tecido:

Face

Basta apenas acrescentar seu sabonete (líquido, gel, barra..) na rede, adicionar bastante água e massagear para formar uma espuma rica. Seria similar ao uso de buchas vegetais ou esponhas que você esfrega um sabonete para criar espuma. A diferença é que a rede tem um “anel” que basta você puxar com os dedos e toda a espuma se concentra na plama da sua mão e esta pronta para aplicar suavemente sobre a pele:

Vvnvnvnvvnvn

Neste blog ensina como fazer uma rede facial em casa. Mas são tão em contas os kits com essas redes que eu prefiro comprar algumas para testar. Como eu uso um foam que forma uma espuma tão agradável, eu sinto que lavar a face com algo assim é muito melhor e mais suave.

2 – Técnica de “camadas” (layering): basicamente são sobrepor vários produtos na pele. Mas quando eu digo “vários produtos”, escrevo com razão. Por muito tempo, aprendemos pela indústria da beleza – Helena Rubinstein, Clinique.. – a ter uma rotina que implica em “limpeza – tonificação – hidratação”. Isso pelo modo mais básico, pois ainda incluímos proteção solar e nutrição.

A Técnica de “camadas” não tem mistérios e pela rotina de cuidados de vários leitores eu percebo que são até semelhantes. Você aplica vários produtos sobre a pele em “camadas”, tudo de uma só vez, mas seguindo a regra de adicionar do mais leve para o mais pesado, assim facilitar a absorção de cada um – pelos vídeos de tutoriais que eu vejo, praticamente elas não esperam que cada produto seja absorvido para aplicar o proximo. Os principais cuidados dos asiáticos são:

*Limpeza: pela manhã apenas um limpador suave, a base de espuma ou gel para purificar a pele. À noite são usados dois: um removedor de maquiagem à base de óleo e um sabonete, como uma espuma de limpeza. A dupla limpeza já relatada no primeiro tópico.

*Loção (equivalante ao tônico): também conhecida como “condicionador” (conditioner) ou “amaciador” (softener): suavizar, tratar, hidratar, preparar a pele para outros cuidados.

*Essence (sérum): tem a mesma função da loção, mas costumam ser mais concentrados e depende da necessidade de cada um. Podem ser aquosos, cremosos, similares a um gel. São bastante usados para clareamento da pele e hidratação.

*Emulsão (equivalente a nossa loção hidratante, só que mais líquida): essa etapa pode ter vários produtos, tendo uma ou mais tipos para fechar o tratamento – emulsão I, emulsão II – que são aplicadas em camadas. São usadas como hidratantes, mas a primeira pode ter uma consistência menos viçosa que um creme – loção líquida ou leitosa (milk) – e serve equilibrar a umidade da pele e segunda pode ser um pouco mais  encorpada ou cremosa para “selar” o tratamento de beleza.

*Filtro solar: item essencial para os japoneses. Nesta etapa também podem ser adicionadas as bases, os pós faciais, os corretivos de manchas e os blemish balm cream (BB cream).

*Outros produtos de beleza específicos podem ser usados como cremes para a área dos olhos, lábios, um anti-acne, máscaras de beleza  – uma febre também, pois são em tecidos e umedecidas com ingredientes que podem variar conforme a indicação – usadas 1/ 2 vezes na semana.

Uma pesquisa da Shiseido (fonte: The Wall Stree Journal) para avaliar a diferença no mercado consumidor de produtos de beleza no Japão comparado com os EUA, verificou-se que “quase 69% das mulheres japonesas usam limpadores, tônicos e hidratantes religiosamente à noite, em comparação com apenas 17% das mulheres americanas”. Outra diferença é que a japonesa gasta 60% de seu orçamento em cosméticosde skin care contra 30% das mulheres americanas.

Recentemente, The New York Times publicou uma matéria que relata como os hábitos de beleza orientais estão influenciando o ocidente. Comentou-se, por exemplo, sobre a rotina cuidadosa em busca a pele perfeita que:

“… como regra geral, eles usam menos base e maquiagem e se preocupam mais com a pele clara. Assim, os asiáticos usar um limpador, exfoliante, tônico, máscara, firmador da pele, soro clareador e hidratante na rotina de cuidados. E também adicionam um fator de proteção solar por cima de tudo isso, sem temer ter a pele muito hidratada.”

Cansou?? Na rotina diária de uma asiática você pode se deparar com 10, 12 ou mais produtos só para o ritual diurno!!  Creio que muitos já assistiram este vídeo da Fuz ficou famoso na web.

Eu penso que seja possível usar tantos produtos porque a formulação dos cosméticos asiáticos são maravilhosas: texturas mais leves – alguns levam bastantes silicones, o que torna ao acabamento melhor – e pensados para este “ritual”. Nada muito pesado, oleoso ou seco ao extremo. Muitas linhas de produtos são adequadas para o layering e levam ingredientes ativos semelhantes para evitar possíveis reações adversas. 

Outra caracteristica é que é um povo com um tipo de pele muito reativa a reações alérgicas, então, os ingredientes são pesquisados e avaliados para evitar possíveis irritações. Mas, particularmente, não consegui me adequar totalmente à técnica de camadas.

Primeiro que o clima do Rio me desanima para usar muitos produtos sobre a pele; o tempo consumido com isso – li que a média é de 10 minutos, eu acho impossível!! – com metade de produtos usados na minha rotina e eu demando 30 minutos ou mais. Mas eu gosto do “ritual” e não me preocupo em gastar um tempo observando minha pele e tratando-a, até dispareço dos problemas cotidianos quando tenho esse momento voltado para mim – não admito nem ser perturbado quando estou fazendo isso.

Mas o principal problema é que a minha pele não aceita muito bem o uso de vários produtos, mesmo leves e sem óleo, sobre ela. Alguns pontos na face podem inflamar e até descobrir qual produto – ou quais – possa ter ocasionado isso eu tenho que alternar tudo.

Eu faço assim: limpeza + loção + essence + filtro (dia)/ limpeza + loção + tratamento + emulsão. Quatro produtos na minha rotina. Claro, se eu for adicionar só para área dos olhos, acrescentaria mais dois. O que já é muito! Eu só usava: limpeza + filtro (dia)/ limpeza + tônico + tratamento (noite).

A técnica de “camadas” ajudou-me a inserir em minha rotina o uso de um sérum anti-idade diário e tônicos faciais em vários etapas que eu posso alterná-los (matificantes para o uso diurno e trataneto para o uso noturno). Seria impossível adaptar o layering usando a maioria dos produtos vendidos aqui. Com muito menos, só com três produtos da linha Normaderm eu já tive problemas com oleosidade e acne. O melhor de tudo é que o filtro solar asiático acaba “blindando” todos os outros produtos e segura o brilho posterior a qualquer um desses itens.

Desta técnica de camadas, eu poderia citar:

*Loções: como comentei, o uso de um tônico na minha rotina era algo indispensável para complementar a limpeza. Quem usa muito filtro solar percebe que após lavar o rosto apenas com um sabonete, ao aplicar algodão com tônico, pode observar resquício de sujeiras nele. Um fiasco essa conclusão. Hoje avalio que a limpeza inicial não foi bem sucedida. Dispensei o tônico como uma etapa de limpeza e aceitei-o como um complemento para tratar a pele.

Images

Os japoneses usam loções – que seriam o equivalente aos tônicos ocidentais – como um passo após a limpeza. No site da Ratzilla explica muito bem sobre isso. E deixa claro que eles não são feitos para remover maquiagem, sujeira, fechar os poros (como são vendidos aqui com função adstringentes), mas para suavizar/ amaciar a pele após a limpeza.

São práticos e podem ter outras funções de tratamento dependendo do ativo: hidratar, clarear, proteger, equilibrar, etc. E devem-se observar as indicações dos tipos de pele, que variam de acordo com o grau de leveza e hidratação do produto. Sim, pois mesmo que ela tenha um tipo I, light ou fresh – que seria para uma pele oleosa, combinada, propensa à acne – pode ter um nível suave de hidratação. Os asiáticos não gostam de pele esturricada de seca, preferindo um aspecto de pele hidratada. E junte tudo isso numa loção tão leve que parece água!!

Eu adquiri varias loções e uso-as em dias alternados e em etapas diferentes: equilíbrio do brilho, hidratar, prevenir manchas, etc. A praticidade desses produtos é incrível – basta uma loção para ter vários benefícios – sem falar no custo e benefício. Sugiro a leitura deste texto que fala sobre as loções clareadoras vendidas no Japão. Concordo quando se refere às loções para melhorar os resultados no protocolo de clareamento.

O método de aplicação eu também mudei: abandonei as almofadas de algodão vendidas no Brasil, que, diga-se de passagem, são péssimas. Mesmo os discos de algodão da J&J esfarelam, absorvem demais da loção, desperdiça e ainda por cima, pode arranhar a pele e irritá-la. Eu aplico sobre a palma da mão e massageio a pele suavemente; aplico diretamente no dedo, em gostas, e passo sobre a pele, como se aplicasse um loção hidratante de maior consistência. E adiciono leves batidas com os dedos para que o produto seja absorvido. O produto rende mais e eu tenho a certeza que apliquei em todas as áreas desejadas: 

Cbcbcbcbcbcb

Se for o caso de usar algodão – e que seja os vendidos no Japão que parecem tecidos de tão leve – você pode despejar algumas gotas e tocar levemente a pele, sem esfregar, para o produto ser absorvido. Faço desta forma quando uso algodões vendidos aqui e não tenho mais rubor após isso. O método de usar tônico com pressão e movimentos para retirar sujeira da pele só servia para torná-la mais avermelhada. Em hipótese alguma eu fazia isso com aquela loção alcoólica dos três passos da Clinique, embora eu veja alguns usuários usando-a desta forma. Aquilo simplesmente tornava a minha pele “rosada”.

Os japoneses também costumam encharcar várias almofadas de algodão com loção e deixan sobre a pele por alguns minutos como uma “máscara caseira”. Ma eu nunca fiz isso e receio desperdiçar meu líquido precioso!

*Essence: conhecidos como soros, são produtos mais leves em textura – alguns são tão líquido que você precisa aplicar rapidamente na face – mas com altas concentrações de ativos, o que permite ser usados com outros produtos, de preferência após a limpeza e tonificação e antes de produtos mais densos, como as emulsões e filtros (seguindo a lógica de aplicar do produto mais leve para o mais pesado, ou um irá atrapalhar a absorção do outro, como já expliquei).

Eu prefiro os serum que contenham ingredientes antioxidantes e também busco inserir outro serum que tenha agentes preventivos de inflamações. Era um hábito que eu não fazia, achando que poderia ter o mesmo benefício com alguma loção anti-idade. Só que a cosmética de um serum é mais agradável e praticamente encontramos esse tipo de produto em várias linhas ocidentais.

3 – Massagem facial: não basta sair aplicando camadas e camadas de produtos sobre a pele, os japoneses fazem isso com vigorasa técnica de massagear a pele para melhor absorção de cada produto e, acredite, evitar rugas e flacidez!

Quando comecei a cuidar da minha pele, folheando algumas revistas, eu li uma matéria com uma esteticista japonesa, acredito que seja a Chizu Saeki (famosa no Japão por sua técnica de massagem facial), ensinado algumas técnicas de como aplicar corretamente produtos de beleza. Consistia em movimentos com as mãos para melhor absorção dos ingredientes. Também se aplicava leves batidos com as pontas dos dedos. A esteticista ensinava que assim, alem de ajudar na penetração dos ativos, melhorava oxigenaçã, firmeza e atenuar linhas de expressão.

Com relação à oxigenação, segue o principio básico da massagem linfática: ativar a circulação sanguínea e os fluxos linfáticos. E os movimentos ascendentes, de dentro para fora, ajudam a tonificar a pele por serem favoráveis aos músculos faciais.

Um tutorial básico disponibilizado pela Chizu Saeki para quem qusier se aventurar:

Dscn3174

Se isso funciona mesmo? Não posso afirmar, não tenho pesquisas sobre o tema, mas sou descrente nisso, mesmo pela razão que a musculatura facial é favorecida pelo bom funcionamento das fibras elásticas. A massagem facial não chegar a movimentar tanto a contração muscular – ao contrário dos movimentos ocasionados da mímica diária, estes sim, podem com o passar do tempo formar linhas e rugas. O que deve proprocioanr é melhor tonicidade que proporcionará uma aparência melhor.

Mas o que eu evito é movimentos que possam franzir a pele e procuro massageá-la até notar que o produto foi bem absorvido, mas sem esfregar com muita força. Não é novidade que o segredo das geixas é evitar o máxima a contraçao facial e criar linnhas e vincos dinâmicos. Então não é nenhuma surpresa a forma como os japonses aplicam seus produtos e o uso de massagem facial para tornar a pele mais radiante. Eles gostam de “rituais” e terapias relaxantes, pode soar estranho para quem vive muito ocupado e sequer dedica algum tempo para práticas físicas. 

Um cuidado que eu tenho na hora de aplicar um produto para a área dos olhos é  massager de forma cirula no sentindo contrário a formação de linhas:

Olhos

Mas um exemplo de como os japonses são viciados em tipos de massagens para aplicar seus produtos, ée obsrvar nos tutorias  de produtos asiáticos, praticamente todos ensinam ténicas de como aplicar corretamente cada produto. Abaixo, um exemplo da linha Kanebo Blanchir Superior que msotra como massagear a pele com um Oil Cleanser:

Snsnsn

E como aplicar uma emulsão:

Cncncncncn

Então, manter aquela pele invejável não é tarefa das mais fáceis, requer tempo, dedicação e investimento. Mas pelo o que eu já li, manter uma aparência bem cuidada entre os japonses é mostrar respeito por sí e pelos outros. E eu concordo. Conheço muitas pessoas que investem dinheiro em produtos eletrônicos, até mesmo em roupas, mas não liga para a vaidade: pouco importa se oc abelo está arrumado, a barba feita, a pele bonita. E dizem: “Isso é futilidade!” Oi?! Você troca seu Iphone a cada atualização, mas usar um bom hidratante para melhroar essa pele escamosa é futilidade?

Finalizando, a principal diferença cultural nos cuidados asiáticos é a prevenção. É verdade, há uma busca por soluções imediatas para qualquer tipo de problema na vida, não seria difernete ems e tratando de beleza. Eu poderia citar u trecho do “The Wall Sreet” que diz: “A psique do consumidor americano é sobre uma solução rápida, e não sobre a prevenção. É tudo sobre ‘O que este produto pode fazer por mim agora?’

Claro que a rotina de beleza não se resume apenas ao uso de cosméticos, há o estilo de vida e, principalmente, os hábitos alimentares dos asiáticos para prevenção e cuidados com a pele, cabelo e corpo. Mas isso poderia ser assunto para outro post. Para saber um pouco mais da rotina de skin care asiatica sugiro a leitura deste artigo. Você também poderia compartilhar da sua rotina com todos os leitores. 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 624 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto:
- nice8 - price6